Ana Amélia critica vandalismo em sede do Partido Progressista, em Porto Alegre

WebLink Hospedagem de Sites

A senadora Ana Amélia (PP-RS) criticou nesta segunda-feira (3) a greve geral convocada pelas centrais sindicais na última sexta-feira, 30 de junho.

Ela disse que o movimento não teve adesão dos trabalhadores, mas foi uma imposição, já que muitos ficaram impossibilitados de irem aos seus locais de trabalho por dependerem do transporte público coletivo, que estava parado em muitas cidades.

Ana Amélia afirmou que mobilizações são necessárias e democráticas, mas disse discordar do vandalismo que acontece, a exemplo do registrado na sede do Partido Progressista, em Porto Alegre.

Para a parlamentar, a ação de manifestantes que incendiaram as portas do prédio, que é tombado pelo Patrimônio Histórico foi uma reação às posições dela no Senado.

— Quero reafirmar que não entendo democracia dessa forma e penso que o vandalismo só vem contra a manifestação de liberdade e de respeito a quem pensa ou age de modo diferente. Ninguém, ninguém vai impor sobre a minha cabeça, ou sobre o meu pescoço, uma canga para eu seguir conforme as pessoas determinam.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte: http://www12.senado.gov.br/noticias/noticias/materias/2017/07/03/ana-amelia-critica-vandalismo-em-sede-do-partido-progressista-em-porto-alegre
Todas as informações contidas nesta página são de responsabilidade do seu criador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *