Paulo Rocha diz que o Senado não pode abrir mão do papel de Casa revisora

WebLink Hospedagem de Sites

O senador Paulo Rocha (PT-PA) afirmou nesta segunda-feira (10) que esta será uma semana histórica para o Congresso Nacional, com a votação de reformas que prejudicam a vida da população.

Para o senador, o governo não tem autoridade nem legitimidade para propor estas mudanças. De acordo com Paulo Rocha, o Senado deveria estar em busca de soluções para resolver a crise política que envolve o governo Temer.

O senador mencionou pesquisas segundo as quais 97 % dos entrevistados se posicionando contra as reformas trabalhista (PLC 38/2017) e da Previdência. Para Paulo Rocha, o Senado não pode virar as costas para a população.

— Não entendo como um Plenário como este, qualificado, ex-ministros, ex-governadores, autoridades importantes do nosso país que foram guindados pra cá com milhões de votos dos seus estados abrem mão de cumprirem um papel constitucional de revisor, de uma Câmara Alta — disse, referindo-se à votação da reforma trabalhista, que tramita em regime de urgência no Senado e deve ser votada nesta terça.

Paulo Rocha conclamou os colegas a atentar não apenas aos interesses não só de corporações empresariais, mas aos dos trabalhadores, da Federação, do país perante o mundo.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte: http://www12.senado.gov.br/noticias/noticias/materias/2017/07/10/paulo-rocha-diz-que-o-senado-nao-pode-abrir-mao-do-papel-de-casa-revisora
Todas as informações contidas nesta página são de responsabilidade do seu criador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *