Tecnologia e iniciativas de baixo custo aceleram a solução de conflitos

WebLink Hospedagem de Sites

Iniciativas simples e de baixo custo, aliadas ao desenvolvimento da tecnologia, vêm imprimindo cada vez mais celeridade na solução de conflitos. No mês passado, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) aprovou, por unanimidade, a utilização do aplicativo WhatsApp como ferramenta para intimações em todo o Judiciário. A decisão ocorreu após a primeira conciliação firmada dessa maneira pelo TRT da 8ª Região (Pará e Amapá) em 2016. Também o aplicativo JTe (Justiça do Trabalho Eletrônica) – já em uso por alguns tribunais – foi desenvolvido para agilizar o andamento de processos, permitindo que se dê entrada em uma reclamação sem presença física, apenas pelo celular.

O TRT da 2ª Região tem feito ações que encurtam o tempo do trâmite processual e que, somadas, garantem economia de recursos públicos. Neste Tribunal, já são feitas tratativas para acordos via WhatsApp (confira na reportagem abaixo); audiências por videoconferência para depoentes impedidos de comparecer ao fórum também têm ocorrido com alguma frequência; e os mutirões de conciliação são mais uma iniciativa já consagrada, que acelera substancialmente o tempo de solução de conflitos por meio de acordos entre as partes.

Em breve, o TRT-2 deve passará a integrar também o aplicativo JTe, que permite aos advogados, além de entrar com processos trabalhistas, consultar e receber notificações usando apenas o smartphone. O aplicativo possibilita, ainda, que o reclamante diga se aceita ou não a proposta final do acordo por meio de vídeo. Tudo em um ambiente virtual ágil e seguro, para facilitar ainda mais a vida de todos aqueles que precisam da Justiça do Trabalho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *