TRT-2 é vencedor do Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça com o projeto “Justina”

WebLink Hospedagem de Sites

Ela começou tímida, em janeiro de 2016, comemorando cada novo seguidor que curtia sua página no Facebook. Ao longo do ano, ela cresceu, amadureceu e ajudou muita gente a entender melhor questões pertinentes às relações de trabalho. Na noite da última sexta-feira (30/6), recebeu um importante reconhecimento pelo serviço que prestou: Justina foi a grande vencedora da categoria “Inovação” do Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça. Ficou ainda em segundo lugar na categoria “Grande Prêmio”, na qual concorrem todos os 39 finalistas de todas as categorias (selecionados dentre 270 trabalhos inscritos). 

Momento da entrega do prêmio de 1º lugar; festa de encerramento teve tema junino

A personagem, que esbanja carisma e simpatia, criada pelo Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região, foi a protagonista de uma novela virtual veiculada no Facebook, na qual transitava por diferentes situações profissionais. A saga foi composta por seis fases – aprendiz, estagiária, celetista, desempregada, empreendedora e gestora de uma grande organização. Finalizado em dezembro, o projeto deixou um importante legado que pode ser acompanhado por qualquer pessoa que acessar a página. Um resumo também está disponível em um livreto digital (clique aqui).

“Justina – a vida de uma trabalhadora como você” foi totalmente idealizado e executado pelos servidores da Secretaria de Comunicação Social do TRT-2, sem intermédio de agência e sem custos diretos para a administração. A personagem foi desenhada com ferramentas eletrônicas 3D pelo designer gráfico Hernan Sandres, teve ilustrações produzidas pelo publicitário Décio Samezima, enquanto a história foi redigida pelos jornalistas Luciana Asfora, Christiane Zboril e Alberto Nannini, com participação de outros servidores lotados na Secom. As respostas dadas à personagem pelo TRT-2 contavam ainda com a ajuda de magistrados do órgão.

“Especialistas em redes sociais dizem que iniciativas bem-sucedidas no mundo virtual devem informar, ensinar ou entreter seus seguidores. A página da Justina unia essas três coisas”, aponta Aline Castro, diretora de comunicação do TRT-2, ao falar sobre o sucesso do projeto. “A Justina é praticamente uma filha, de fato, para todos nós, pois foi desenvolvida com muito amor e requereu muita dedicação e responsabilidade dos envolvidos. Por isso estamos muito orgulhosos e felizes com o resultado do prêmio”.

Existente há 15 anos, o Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça é o principal reconhecimento oferecido aos trabalhos realizados pelas áreas de comunicação de todas as instituições do Sistema de Justiça do país.

Relembre a trajetória da personagem assistindo à reportagem abaixo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *