Vanessa Grazziotin afirma que senadores favoráveis à reforma trabalhista foram ‘inocentes úteis’

WebLink Hospedagem de Sites

A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) disse em pronunciamento nesta quarta-feira (12) que não se sente traída com a declaração do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, de que não aceitará mudanças na reforma trabalhista, aprovada ontem pelo Senado.

Isto porque, segundo Vanessa, nem ela nem outros senadores da oposição fecharam acordo com o governo para a votação do PLS 38/2017.

Para a parlamentar, os senadores que se posicionaram a favor da proposta se mostraram “inocentes úteis”, ou seja, sabiam da inverdade das promessas do governo de ajustar o texto, mas se omitiram, para tentar justificar seus votos perante a população.

— Eu não participei desse acordo porque eu sabia que isso ia acontecer. Mas agora eu quero ver o acordo cumprido — frisou.

Ocupação da Mesa

Vanessa Grazziotin também afirmou que ficou “com o coração apertado”, ao ocupar a cadeira da Presidência do Senado, junto a outras senadoras da oposição, na tentativa de barrar a votação da proposta de reforma trabalhista, na terça-feira (11). Segundo ela, era este o último recurso para demonstrar a importância do retorno do texto para revisão na Câmara dos Deputados.

Vanessa criticou a decisão de senadores, como José Medeiros (PSD-MT), que entraram com representação contra as seis senadoras junto ao Conselho de Ética. Enquanto isto, disse, processos como o que foi movido contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG) são sumariamente arquivados.

 

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte: http://www12.senado.gov.br/noticias/noticias/materias/2017/07/12/vanessa-grazziotin-afirma-que-senadores-favoraveis-a-reforma-trabalhista-foram-inocentes-uteis
Todas as informações contidas nesta página são de responsabilidade do seu criador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *