Acre e parte do Amazonas voltam a ter 2h a menos que Brasília

LOC: O ACRE E O OESTE DO AMAZONAS VOLTAM A TER DUAS HORAS DE DIFERENÇA EM RELAÇÃO A BRASÍLIA.

LOC: A PROPOSTA APROVADA PELO SENADO NO INÍCIO DE OUTUBRO, FOI SANCIONADA NESTA QUINTA-FEIRA E DEVE ENTRAR EM VIGOR NO DIA 10 DE NOVEMBRO, O SEGUNDO DOMINGO DO MÊS.OS DETALHES COM A REPÓRTER IARA FARIAS BORGES:

TÉC: Atualmente, o Acre tem uma hora de diferença em relação a Brasília. A partir do dia 10 de novembro, no entanto, serão duas horas amenos. Porém, como Brasília está em horário de verão, até 16 de fevereiro de 2014 essa diferença será de três horas. O fuso horário de menos uma hora vigorava até 2008, quando houve a mudança. Um dos relatores da proposta no Senado, senador Sérgio Petecão, do PSD do Acre, disse que foi preciso enfrentar pessoas que não queriam a volta do horário antigo. Em plebiscito feito em 2010, a maioria da população do Acre se manifestou pelo retorno e o Executivo enviou ao Congresso a proposta para restabelecer o horário, como lembra Petecão:

(Petecão) Para nossa satisfação e nossa alegria, nessa quinta-feira, essa quinta-feira histórica, a presidente Dilma nos devolveu o horário, o horário de todo o povo acriano, como nós chamamos lá no Acre, o horário de Deus.

(Repórter) O senador do PSD do Acre observou, ainda, que a demora na aprovação da nova lei vai levar a população a enfrentar uma mudança mais intensa com a vigência durante o horário de verão.

(Petecão) Eu, sinceramente, gostaria que esse horário tivesses voltado bem antes pra não voltar no horário de verão porque vai fazer uma certa diferença, porque são três horas de fuso em relação a Brasília, mas eu acho que o povo acriano é um povo guerreiro, que pra poder ser um povo brasileiro, teve que pegar em arma, que lutou pra virar Brasil, e mais uma vez nós lutamos e conseguimos trazer de volta o nosso horário.

(Repórter) A lei, aprovada pelo Congresso Nacional e sancionada pela presidente Dilma Rousseff sem vetos, foi publicada nesta quinta-feira no Diário Oficial da União.

Fonte: http://www.senado.gov.br/noticias/Radio/programaConteudoPadrao.asp?COD_TIPO_PROGRAMA=4&COD_AUDIO=484111
Todas as informações contidas nesta página são de responsabilidade do seu criador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *