Apagão elétrico no Amapá mobiliza bancada de senadores do estado

Os três senadores da bancada do Amapá se mobilizaram frente ao governo federal para buscar soluções para o apagão elétrico que atingiu 14 dos 16 municípios do estado nesta quarta-feira (4). Assim que soube do problema, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), foi ao Ministério de Minas e Energia, onde o ministro Bento Albuquerque explicou que o desligamento da energia foi fruto de um incêndio em um dos transformadores de uma subestação de Macapá. Um gabinete de crise foi instalado para agilizar a solução, e ainda na quarta-feira, o ministro viajou para o estado.

Davi ressaltou o “envolvimento total” da Presidência do Senado e do Poder Executivo na questão. O senador disse que a situação é preocupante e traz grandes dificuldades para a população. Mas reconheceu que o governo federal se prontificou com rapidez, por meio da Eletronorte, para resolver o problema.

 Uma fatalidade, uma tragédia que ocorreu no nosso estado e, com certeza, esse envolvimento do governo federal será reconhecido e tem o reconhecimento dos amapaenses. A situação é muito grave, mas o deslocamento do gabinete de crise, a ida do ministro de Minas e Energia até o Amapá e as diversas reuniões com todas as autoridades envolvidas é, sem dúvida nenhuma, o significado da importância deste problema que estamos vivendo. Foi uma decisão acertada —  disse Davi.

O senador Lucas Barreto (PSD-AP) reforçou a busca da bancada pela resolução do problema. Ele ressaltou que a viagem de Bento Albuquerque ajudará a trazer soluções rápidas para o caso.

Já Randolfe Rodrigues (Rede-AP) pediu a instauração de inquéritos no Ministério Público do Amapá e no Ministério Público Federal e apresentou denúncia à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para que se apurem as responsabilidades da Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA). Ele destacou que o estado atravessa uma grave crise sanitária decorrente da pandemia de coronavírus, com aumento de casos nas últimas semanas. Por isso, considera fundamental o pleno restabelecimento do fornecimento da energia elétrica para minimizar as consequências à população do Amapá.

— Estamos acompanhando a situação e exigindo prestação de informações ao povo e a resolução o quanto antes da situação. Por outro lado, é necessário apurar de quem são as responsabilidades pelos graves transtornos a comerciantes, trabalhadores, enfim, a todos os amapaenses.

Trabalho integrado

No Amapá, o ministro Bento Albuquerque participou de reuniões com o diretor-geral da Aneel, André Pepitone, o diretor-geral do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), Luiz Carlos Ciocchi, e o secretário de Energia Elétrica do Ministério de Minas e Energia, Rodrigo Limp. O ministro garantiu que o governo está trabalhando com todos os órgãos ligados ao sistema elétrico para restabelecer a energia.

De acordo com a Companhia de Eletricidade do Amapá, ainda não há previsão para o pleno restabelecimento. Alguns bairros da Zona Sul da capital tiveram o fornecimento restabelecido, porém com oscilações. 

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte: http://www12.senado.gov.br/noticias/noticias/materias/2020/11/05/apagao-eletrico-no-amapa-mobiliza-bancada-de-senadores
Todas as informações contidas nesta página são de responsabilidade do seu criador.

2 thoughts on “Apagão elétrico no Amapá mobiliza bancada de senadores do estado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *