Ceará terá dois estreantes no Senado

Dois novos senadores ocuparão as vagas do Ceará em 2019. Cid Gomes (PDT) foi eleito com 41,61% dos votos e Eduardo Girão (Pros), segundo colocado, teve 17,09%. O presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB), não se reelegeu.  

Cid Gomes

Cid Ferreira Gomes nasceu em Sobral (CE) em 1963. É engenheiro civil formado pela Universidade Federal do Ceará, onde chegou a ocupar a presidência do centro acadêmico. Em 1990, foi eleito deputado estadual por dois mandatos consecutivos (1991 e 1995). Em 1996, elegeu-se prefeito de Sobral. Em 2000, concorreu à reeleição, vencendo novamente. Em 2006 assumiu o cargo de governador do Ceará, sendo reeleito para um segundo mandato em 2010.

Irmão do candidato à Presidência da República pelo PDT, Ciro Gomes, Cid ocupou ainda o cargo de ministro da Educação no segundo governo de Dilma Rousseff, em 2015. São suplentes dele o empresário e ex-secretário municipal Prisco Bezerra (PDT) e o empresário Júlio Ventura (PDT).

Eduardo Girão

Luís Eduardo Grangeiro Girão nasceu em Fortaleza e tem 46 anos. Empresário do setor de segurança e de hotelaria, com negócios em vários estados, Girão também se dedica à filantropia, por meio de instituições espíritas. Sua candidatura ao Senado foi deferida por meio de recurso apresentado por seu partido à Justiça Eleitoral.

Seus suplentes são o bombeiro Sargento Reginauro (Pros) e o ex-deputado Dr. Guimarães (Pros).

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte: http://www12.senado.gov.br/noticias/noticias/materias/2018/10/07/ceara-tera-dois-estreantes-no-senado
Todas as informações contidas nesta página são de responsabilidade do seu criador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *