Chico Rodrigues pede licença do mandato de senador por 121 dias

O senador Chico Rodrigues (DEM-RR) retificou seu pedido de licença apresentado na manhã desta terça-feira (21) para o Senado e ampliou o período de afastamento da Casa por 121 dias. No pedido inicial, ele havia solicitado uma licença de 90 dias. Rodrigues pediu o afastamento após ser flagrado com grande volume de dinheiro em espécie durante operação da Polícia Federal. 

No pedido de afastamento, o senador afirma que o dinheiro é lícito: “Não são verdadeiras as afirmações de que estes teriam sido desviados de verbas destinadas ao enfrentamento da pandemia”, aponta Rodrigues.

Segundo o presidente do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar do Senado, Jayme Campos (DEM-MT), a licença de Chico Rodrigues não interfere no processo no Conselho de Ética.

São duas coisas bem diferentes. Uma coisa é a licença que ele pediu. A outra é a representação que se encontra no Conselho de Ética. Não interfere em coisíssima alguma, não tem nada a ver. O processo continua no seu ritmo normal. O que precisamos é que a Advocacia do Senado se manifeste e aí eu reúno o Conselho de Ética para designar um relator através de um sorteio. Por isso o relator tem um prazo de cinco dias para fazer sua manifestação de forma preliminar, com isso abrindo vista também para a pessoa que está representado por denunciado — disse. 

Jayme Campos reforçou que Chico Rodrigues terá direito à ampla defesa.

Ele não está afastado, está licenciado. Mesmo licenciado, claro, será dado a ele o direito de ampla defesa. Nós não podemos em hipótese alguma deixar de cumprir aquilo que está estabelecido dentro da própria Constituição.

Com a saída temporária de Rodrigues, assume o cargo o primeiro suplente, que no caso de Rodrigues é o seu filho, Pedro Arthur Ferreira Rodrigues, também do DEM. 

Afastamento

Na quinta-feira (15) o ministro do STF Luís Roberto Barroso pediu o afastamento do senador por 90 dias. Na sexta-feira (20), os partidos Cidadania e Rede Sustentabilidade protocolaram uma petição em que pedem a cassação do mandato do senador (PCE 7/2020). Em seguida, o presidente do Conselho de Ética pediu à Advocacia do Senado que analise a representação do Cidadania e da Rede Sustentabilidade contra Rodrigues. 

 

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte: http://www12.senado.gov.br/noticias/noticias/materias/2020/10/20/chico-rodrigues-amplia-licenca-para-121-dias
Todas as informações contidas nesta página são de responsabilidade do seu criador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *