Comissão debate proposta para redesenhar o retrato do setor rural do Brasil

LOC: O MODELO E AS POLÍTICAS PÚBLICAS DESENHADAS PARA A O SETOR RURAL PRECISAM SER ATUALIZADOS PARA FUGIR DE PRECONCEITOS E EVITAR DECISÕES EQUIVOCADAS.

LOC: ESTA É A OPINIÃO DOS PESQUISADORES QUE PARTICIPARAM DA AUDIÊNCIA PÚBLICA DA COMISSÃO DE AGRICULTURA E REFORMA AGRÁRIA PARA DISCUTIR O CONCEITO DE RURALIDADE NO BRASIL. A REPORTAGEM É DE ANA BEATRIZ SANTOS.

(Repórter) Um grupo de estudo formado por acadêmicos e técnicos brasileiros trabalha há quase um ano em uma proposta para redesenhar o retrato rural do país. Entre os dados apurados, os pesquisadores descobriram que a população que vive no campo é maior do que a definida pelo IBGE e que a maioria dos municípios brasileiros tem menos de 50 mil habitantes e depende economicamente do agronegócio. Isso já classifica essa população para receber uma série de benefícios a que hoje não tem direito. O senador Acir Gurgacz, do PDT de Rondônia, autor do pedido do debate, reafirmou que o morador do campo precisa de políticas publicas efetivas, como habitação de qualidade e infraestrutura rodoviária, com estradas vicinais e acesso fácil aos grandes centros.

(Acir Gurgacz) A agropecuária e responsável por 30 por cento do PI nacional são os agricultores familiares que colocam comida na mesa do brasileiro e os produtores de alimentos e de commodities pra exportação que sustentam a balança comercial do agronegócio brasileiro e precisamos melhorar o sistema de escoamento da produção.

(Repórter) O estudo, que tem apoio do IICA, Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura, e recursos do governo brasileiro, envolve acadêmicos de diversas áreas. A expectativa é que o trabalho esteja pronto no segundo semestre, durante a Conferência Nacional de Agricultura Familiar. Para o senador Cristovam Buarque, do PDT do Distrito Federal, o levantamento tem condições de ajudar a desenvolver políticas públicas a longo prazo.

(Cristovam Buarque) Cristovam- Precisamos de outro debate como esse mas pra pensar o futuro. Tenho impressão que já temos um acumulo de informação sobre o setor rural brasileiro que nenhum outro pais tenha tão detalhado. Agora o que eu queria ver é como a gente vai trabalhar isso que ai esta e o que desejamos nos próximos nem cinco nem dez, nos próximos cinqüenta anos.

(Repórter) Além da professora Tânia Bacela, participaram do debate a representante do Ministério do Desenvolvimento Agrário Andrea Butto e o representante do IICA Manuel Otero.

Fonte: http://www.senado.gov.br/noticias/Radio/programaConteudoPadrao.asp?COD_TIPO_PROGRAMA=4&COD_AUDIO=412054
Todas as informações contidas nesta página são de responsabilidade do seu criador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *