Comissão do Pantanal fará diligência em Corumbá (MS) neste sábado

Neste sábado (3), a comissão temporária externa criada para acompanhar as ações de enfrentamento aos incêndios no Pantanal fará a segunda diligência ao local das queimadas, como previsto no plano de trabalho aprovado no fim de setembro. Desta vez, a visita será a Corumbá (MS). No último dia 19, eles estiveram em Poconé (MT). O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, deverá participar da viagem, segundo informações do gabinete do relator da comissão, senador Nelsinho Trad (PSD-MS).

— Dados do Inpe [Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais] mostram Corumbá na liderança do número de focos de calor em 2020. Já são 6.039 focos de incêndio registrados no território corumbaense este ano. Só em setembro são 1.645 focos. Até os ninhos de Tuiuiú, considerados patrimônio imaterial e um dos pontos mais visitados pelos turistas, já foi consumido pelas chamas e 23% da área do bioma Pantanal já foram consumidos pelo fogo — lamentou o presidente da comissão, senador Wellington Fagundes (PL-MT), na reunião desta sexta-feira (2).

O grupo sairá de Brasília com destino a Corumbá às 8h. A chegada está prevista para as 8h30 (o fuso horário local é atrasado em uma hora em relação a Brasília). Eles farão um sobrevoo de helicóptero às áreas atingidas e seguirão para o Centro de Convenções do Pantanal, quando ocorrerá uma reunião de trabalho. O retorno para Brasília está previsto para as 14h.

Além de Wellington Fagundes e Nelsinho Trad, estarão presentes as senadoras Simone Tebet (MDB-MS) e Soraya Thronicke (PSL-MS).

Também integrarão a comitiva o governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja; o secretário do Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, Jayme Verruck; o comandante do Corpo de Bombeiro, Coronel Joilson; o coordenador da Operação Pantanal II, Contra-Almirante Guida; o chefe da Embrapa Pantanal, Jorge Lara; e o presidente do Instituto do Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul), André Araújo; além de representantes do Ministério da Agricultura e Pecuária e do Desenvolvimento Regional.

Participarão ainda representantes da sociedade civil, como o presidente do Sindicato Rural, Luciano Leite; do Instituto Homem Pantaneiro, Coronel Rabelo; e da Sociedade de Defesa do Pantanal (Sodepan), Marcelo Barros.

Na reunião remota desta sexta-feira (2), os parlamentares aprovaram a inclusão na comitiva dos nomes de Francisco Cavalcanti de Almeida, presidente do Conselho Federal de Medicina Veterinária; Roberto Renato Pinheiro da Silva, presidente do Conselho Regional de Medicina Veterinária de Mato Grosso; e Rodrigo Bordin Piva, presidente do Conselho Regional de Medicina Veterinária de Mato Grosso do Sul.

Estatuto

A Comissão do Pantanal busca acompanhar as providências adotadas para evitar novos focos de incêndios e a limpeza dos locais já atingidos. O colegiado também está atento às ações de proteção das populações diretamente atingidas, da economia, da fauna e da flora, buscando transparência nas atividades coordenadas pela Operação Pantanal. A partir das atividades realizadas e das contribuições dos diversos segmentos da sociedade, a comissão vai elaborar um projeto de lei com normas gerais de proteção ao bioma, o chamado Estatuto do Pantanal. A comissão tem duração prevista de 90 dias.

Além dos já citados, também compõem o colegiado os senadores Carlos Fávaro (PSD-MT), Esperidião Amin (PP-SC), Jayme Campos (DEM-MT) e Fabiano Contarato (Rede-ES), que é presidente da Comissão de Meio Ambiente (CMA).

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte: http://www12.senado.gov.br/noticias/noticias/materias/2020/10/02/comissao-do-pantanal-fara-diligencia-em-corumba-ms-neste-sabado
Todas as informações contidas nesta página são de responsabilidade do seu criador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *