Davi pede que PF e MPF apurem incêndio que provocou apagão no Amapá

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, vai pedir à Polícia Federal (PF) e ao Ministério Público Federal (MPF) que investiguem as causas do incêndio na subestação de energia que provocou apagão que já dura mais de uma semana no Amapá. À imprensa, o senador disse que um laudo preliminar da Polícia Civil aponta que aparentemente não foi um raio que causou o incêndio, contrariando as informações anteriores.

— Os culpados serão punidos dentro do rigor da lei. O que busquei todos os dias e ainda busco é o restabelecimento da energia — apontou Davi Alcolumbre que é senador pelo estado.

O pedido do presidente acontece na sequência da decisão do presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, de adiar as eleições para prefeito e vereador em Macapá após ouvir a PF, a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) e o Exército. Barroso atendeu a uma solicitação do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AP) e afirmou na decisão que “na capital, Macapá, não há segurança adequada para a realização das eleições”. Segundo o ofício do TRE, “ações de vandalismo estão sendo coordenadas por membros de facções criminosas”.

O presidente do Senado ligou para Barroso nesta quarta-feira (11) para relatar a situação em Macapá a poucos dias das eleições. A preocupação de Davi é garantir a integridade da população.

 O Tribunal Regional do Amapá, baseado em informações de inteligência, pediu o adiamento das eleições. Abin, PF, Exército e MPF em uma reunião no TRE levaram a preocupação ao presidente do tribunal sobre as possibilidades de termos vandalismos. Estamos querendo instalar a paz no Amapá. Facções criminosas se juntando a partidos políticos fizeram esse movimento de terror em Macapá. Pneus queimados nas ruas, agressões. Os amapaenses estão vivendo nos últimos dias cenas de terror — disse o presidente em entrevista a uma rádio do estado.

O adiamento vale somente para Macapá e abrange o primeiro turno que deveria ocorrer neste domingo (15) e o segundo turno, que seria realizado em 29 de novembro. As novas datas do pleito ainda não foram definidas. Nos demais municípios do estado a votação ocorrerá normalmente.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte: http://www12.senado.gov.br/noticias/noticias/materias/2020/11/12/davi-pede-que-pf-e-mpf-apurem-incendio-que-provocou-apagao-no-amapa
Todas as informações contidas nesta página são de responsabilidade do seu criador.

One thought on “Davi pede que PF e MPF apurem incêndio que provocou apagão no Amapá

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *