Davi se reúne com ministro para discutir restabelecimento da energia no Amapá

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, se reuniu com o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, nesta sexta-feira (6), para tentar viabilizar uma solução mais rápida para o caos enfrentado pelo Amapá desde a quarta-feira (4), quando um incêndio em uma subestação de Macapá danificou transformadores e afetou o fornecimento de energia em 14 dos 16 municípios do estado. Na quinta (4), os dois já haviam se reunido para tratar do assunto.

Segundo o ministério, o equipamento já foi fisicamente restaurado, mas ainda está em curso um processo de filtragem do óleo e testagens para certificar as condições de volta da operação. A expectativa é que o transformador volte a funcionar ainda nesta sexta-feira. O prazo para que todos os municípios tenham o fornecimento normalizado, no entanto, é de até dez dias.

Davi reconheceu a dificuldade para encontrar novos transformadores e afirmou que a resolução do problema se torna mais demorada pelo fato de o Amapá estar localizado em uma ilha, distante dos grandes centros do país. O senador disse, no entanto, que, apesar das adversidades, as notícias que recebeu no ministério foram positivas.

— Só se chega ao Amapá por avião ou barco. Então, não há numa prateleira um transformador, cujo transporte requer capacidade de pelo menos 100 toneladas, 100 mil quilos. É complicado, por se tratar de questões muito técnicas. Um estado da Federação sem energia elétrica ou com pouca força de energia em algumas regiões, há mais de 60 horas, foi uma fatalidade, um acidente natural. Lógico que as autoridades vão averiguar e investigar os responsáveis que, com certeza, serão punidos. Mas agora estamos buscando a solução do problema. Então, eu quero exaltar o papel do Ministério de Minas e Energia enquanto solucionador. Prontamente, o Estado brasileiro se voltou para o Amapá, e todos os atores estão dedicados, sem medir esforços.

Bento Albuquerque enfatizou que a operação é complexa e explicou alguns pontos do procedimento.

— Para ter noção do volume, são 45 mil litros de óleo e é preciso ter certeza de que o transformador está em condições de operar. É nisto que estamos trabalhando. Outros geradores termoelétricos estão sendo transferidos para o Amapá, a fim de suprirem o restante da demanda. Outro transformador será levado também para Macapá, nessa subestação [que queimou], para termos dois transformadores em operação. Outro, terceiro, será levado dentro de 15 dias, para funcionar como reserva, para casos de necessidade — informou o ministro.

Davi agradeceu a agilidade do governo federal em instalar um comitê de crise sobre a situação, bem como a ida de Bento Albuquerque ao Amapá. Também ressaltou o empenho de outros órgãos, como o Ministério da Defesa, por meio da Força Aérea Brasileira, e dos especialistas do setor elétrico envolvidos na missão. 

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte: http://www12.senado.gov.br/noticias/noticias/materias/2020/11/06/davi-se-reune-com-ministro-para-discutir-restabelecimento-da-energia-no-amapa
Todas as informações contidas nesta página são de responsabilidade do seu criador.

9 thoughts on “Davi se reúne com ministro para discutir restabelecimento da energia no Amapá

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *