Decisão sobre acompanhamento da reforma da Previdência será tomada com líderes, diz Davi

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, informou nesta quinta-feira (21) que vai conversar com os líderes partidários para decidir a melhor forma de acompanhar a tramitação da Reforma da Previdência na Câmara dos Deputados (PEC 6/2019).

Uma das possibilidades é a criação de uma subcomissão dentro da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ). Outra, seria a criação de uma comissão especial, com nove membros. Nas duas situações, o relator deve ser um senador membro da CCJ, que já ficaria como relator da matéria quando a proposta chegar ao Senado. Para Davi, essa interlocução com a Câmara será importante para agilizar a tramitação da proposta.

— Vou conversar com os partidos e líderes para ver qual o melhor caminho, de forma que seja uma via democrática e que contemple todos os senadores —declarou o presidente.

O líder do governo no Senado, senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), se disse otimista com a tramitação da matéria no Congresso. Ele lembrou que é preciso, pelo menos, 49 votos favoráveis à proposta no Senado. Bezerra reiterou que a reforma da Previdência é, na visão do governo, essencial para o equilíbrio das contas públicas e para a geração de emprego.

— Temos de exercitar muito o diálogo e a conversa. Essa aproximação com os parlamentares é importante para ter a certeza de que a reforma terá quórum suficiente para aprovação — afirmou o líder, acrescentando que a intenção é que a reforma seja aprovada até setembro.

Venezuela

O presidente Davi Alcolumbre afirmou que tem acompanhado com apreensão a crise na Venezuela. O presidente Nicolás Maduro decidiu fechar as fronteiras do país com o Brasil, no estado de Roraima. A medida é vista como uma reação à intenção do Brasil de permitir que Roraima seja uma via de acesso para a ajuda humanitária chegar à Venezuela. Existe ainda a preocupação com o fornecimento de energia elétrica para Roraima, já que a energia vem do país vizinho.

— Qualquer país deveria concordar em receber essa ajuda humanitária — declarou Davi, que acrescentou que discorda da decisão, mas que é preciso respeitar o presidente Maduro.

Davi Alcolumbre ainda disse que conversou por telefone com o corregedor do Senado, Roberto Rocha (PSDB-MA), mas que não trataram de detalhes da investigação de uma possível fraude na eleição para presidente do Senado, no último dia 2. Davi disse que viu somente pela imprensa uma suspeita sobre o senador Mecias de Jesus (PRB-RR).

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte: http://www12.senado.gov.br/noticias/noticias/materias/2019/02/21/decisao-sobre-acompanhamento-da-reforma-da-previdencia-sera-tomada-com-lideres-diz-davi
Todas as informações contidas nesta página são de responsabilidade do seu criador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *