Ex-senador continua como membro do Parlasul até julgamento de recurso

LOC: O EX-SENADOR WILSON SANTIAGO, DO PMDB DA PARAÍBA, VAI PERMANECER COMO MEMBRO DO PARLAMENTO DO MERCOSUL, ATÉ QUE SEJA JULGADO PELO STF O RECURSO QUE ELE APRESENTOU CONTRA A PERDA DE SEU MANDATO NO SENADO FEDERAL.

LOC: A DECISÃO FOI TOMADA NESTA QUARTA-FEIRA PELA REPRESENTAÇÃO BRASILEIRA NO PARLASUL, COMO INFORMA O REPORTER CELSO CAVALCANTI.

Trinta e sete parlamentares brasileiros, sendo 27 indicados pela Câmara e 10 pelo Senado, deverão tomar posse na próxima sexta -feira no Parlamento do MERCOSUL. Entre eles está o ex-senador Wilson Santiago, que perdeu o mandato após o Supremo Tribunal Federal autorizar que o tucano Cássio Cunha Lima, inicialmente barrado pela Lei da Ficha Limpa, assumisse a cadeira no Senado. Enquanto exercia o mandato, Wilson Santiago foi indicado pela liderança de seu partido, e nomeado pelo presidente do Congresso, para uma vaga no Parlasul. Nesta quarta-feira, os membros da representação brasileira decidiram que o ex-senador deve permanecer na bancada do MERCOSUL, até que o STF decida sobre o recurso apresentado por Wilson Santiago contra a perda de seu mandato. A proposta foi defendida pelo senador Roberto Requião, do PMDB do Paraná, presidente da representação brasileira no Parlasul.

(ROBERTO REQUIÃO) O senador vai ao Uruguai, mantida a sua indicação pelo Congresso Nacional, e enquanto ele estiver sub-judice ele continua no parlamento. Se perder a questão que ele trava em torno disso, ele deixaria, daí com sentença final transitada em julgado, de ser parlamentar do Mercosul. Se o senador Cássio pudesse ser o substituto do senador Wilson Santiago no Parlamento, eu acho que seria razoável que o senador Wilson Santiago renunciasse, mas não existe esse nexo de causa e efeito.

(REPÓRTER) A decisão de manter Wilson Santiago como parlamentar do Mercosul foi apoiada pelo presidente do PMDB, senador Valdir Raupp, de Rondônia.

(VALDIR RAUPP) No que depender da bancada do PMDB o senador Wilson Santiago continuará no parlamento do MERCOSUL, eu acho que ele já foi punido demais, sem ter culpa nenhuma. Muitos até achavam que Wilson tinha algum processo, alguma coisa, não tem processo nenhum, isso foi uma falha do TSE, posteriormente o Supremo veio a derrubar aquela lei da ficha limpa na eleição passada, e o senador Wilson Santiago é um ficha limpa, então ele pode muito bem permanecer nesse parlamento.

(REPÓRTER) A reunião do parlamento conjunto está marcada para esta sexta-feira, na sede do Parlasul, em Montevidéu, Uruguai.

Fonte: http://www.senado.gov.br/noticias/Radio/programaConteudoPadrao.asp?COD_TIPO_PROGRAMA=4&COD_AUDIO=170073
Todas as informações contidas nesta página são de responsabilidade do seu criador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *