Humberto Costa denuncia falta de medicamentos para tratar crianças com covid-19 e acusa governo de omissão

O senador Humberto Costa (PT-PE) denunciou nesta quinta-feira (25) a falta de medicamentos adequados, na rede pública de saúde, para tratar as crianças vítimas da síndrome inflamatória multissistêmica grave, causada pela covid-19. Ele acusou o governo federal de omissão e disse que crianças estão morrendo à espera da medicação.

— Tem um tratamento. O tratamento é feito utilizando-se um derivado do sangue, a imunoglobulina humana, que é utilizado também para outras doenças, e cuja responsabilidade de abastecimento em todo país é do governo federal. Esse medicamento está em falta em vários estados brasileiros, enquanto essa doença cresce. Já foram diagnosticados 117 casos dessa síndrome — afirmou.

O senador ressaltou que também faltam medicamentos essenciais para o processo de intubação de pacientes com insuficiência respiratória e que precisam de respirador. Ele também apontou a falta de equipamentos de proteção aos profissionais de saúde, testes necessários para o diagnóstico da doença além da falta de ampliação dos leitos de UTIS.

— Mais uma demonstração da irresponsabilidade, da insensibilidade e da incompetência desse governo no enfrentamento a covid -19— criticou.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte: http://www12.senado.gov.br/noticias/noticias/materias/2020/08/27/humberto-costa-denuncia-falta-de-medicamentos-para-tratar-criancas-com-covid-19-e-acusa-governo-de-omissao
Todas as informações contidas nesta página são de responsabilidade do seu criador.

4 thoughts on “Humberto Costa denuncia falta de medicamentos para tratar crianças com covid-19 e acusa governo de omissão

  1. Have you ever heard of second life (sl for short). It is essentially a online game where you can do anything you want. Second life is literally my second life (pun intended lol). If you want to see more you can see these second life authors and blogs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *