Íntegra do voto da ministra Cármen Lúcia Antunes Rocha sobre pesquisas com células-tronco embrionárias

Leia a íntegra do voto da ministra Cármen Lúcia Antunes Rocha na Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 3510. Em seu voto, a ministra afirma que as pesquisas com células-tronco embrionárias não violam o direito à vida, muito pelo contrário, contribuem para dignificar a vida humana.”A utilização de células-tronco embrionárias para pesquisa e, após o seu resultado consolidado, o seu aproveitamento em tratamentos voltados à recuperação da saúde não agridem a dignidade humana constitucionalmente assegurada”, disse a ministra.

Leia mais:

Quarta-feira, 28 de Maio de 2008

Cármen Lúcia afirma que pesquisa com células-tronco embrionárias não viola direito à vida

Fonte: http://www.stf.jus.br/portal/cms/verNoticiaDetalhe.asp?idConteudo=90036
Todas as informações contidas nesta página são de responsabilidade do seu criador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *