Juízes substitutos vindos de outros regionais iniciam curso de formação no TRT-2

Os 17 juízes substitutos que tomaram posse na terça-feira (24), reaproveitados de outros regionais para as vagas do TRT da 2ª Região, participaram nessa quinta-feira (26) da abertura do I Curso de Formação Inicial dos Juízes do Trabalho Substitutos, promovido pela Escola Judicial do TRT-2 (Ejud-2). O evento foi realizado no auditório do 24º andar do Ed. Sede e seguirá com diversas atividades até 31 de março.

Na imagem acima, os desembargadores Adalberto Martins, Wilson Fernandes, Cândida Alves Leão, Jane Granzoto e
o juiz Fábio Ribeiro da Rocha

O presidente do TRT-2, desembargador Wilson Fernandes, abriu o curso às 9h, cumprimentando os novos juízes e ressaltando a importância da pontualidade no dia a dia de trabalho. “Começar a primeira audiência do dia no horário é um ponto a menos de conflito que criamos”, aconselhou. Segundo ele, o respeito aos advogados e às partes diminui possíveis atritos e reforça a imagem da Justiça do Trabalho de proximidade ao jurisdicionado. “Trabalho, nós teremos muito e sempre. Então, façamos com que esse ambiente seja saudável. Uma audiência séria, mas descontraída, além de cansar menos o juiz, contribui para a obtenção de acordo”, afirmou. E finalizou colocando a Presidência do TRT-2 sempre à disposição de todos.

Na sequência, o diretor da Ejud-2, desembargador Adalberto Martins, explicou aos novos juízes substitutos sobre as etapas do Curso de Formação Inicial (CFI): duração (do módulo regional e do nacional), frequência exigida e cursos complementares obrigatórios a cada semestre. Pediu, então, que cada um dos presentes se apresentasse brevemente. Entre os 17 juízes empossados:

– 13 foram aprovados no concurso do TRT-4 (Rio Grande do Sul);
– 2 foram aprovados no TRT-15 (Campinas);
– 1 foi aprovado no TRT-6 (Pernambuco);
– 1 foi aprovado no TRT-20 (Sergipe).

Do total, três atuavam como servidores do TRT-2. Os demais vêm de experiências como servidores de outros TRTs, do Ministério Público (Federal ou Estaduais), do Ministério Público do Trabalho, do Tribunal de Justiça, da advocacia, entre outras.

Corregedoria

O Curso de Formação Inicial continuou com a palavra da corregedora do TRT-2, desembargadora Jane Granzoto. Ela explicou a função fiscalizatória e censória da Corregedoria, enfatizando, porém, a importância de seu caráter preventivo. “Vocês são os primeiros corregedores da vara”, disse. “Procurem por nós sempre que precisarem, não deixem os problemas se acumularem a ponto de a situação ficar incontrolável.” A desembargadora expôs as medidas por meio das quais a Corregedoria atua e sugeriu aos juízes do trabalho substitutos “sensibilidade e paciência no contato com as partes nas audiências” como forma de evitar questões com a Corregedoria do Tribunal.

O periodo da manhã contou, ainda, com a fala do juiz Fábio Ribeiro da Rocha, presidente da Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho da 2ª Região (Amatra-2). Ele explicou aos novos juízes sobre a composição da Amatra-2 e o trabalho desenvolvido pela associação, ressaltando as orientações e as vantagens oferecidas exclusivamente aos associados.

Corpo Diretivo e visitas

Na parte da tarde, ainda com a presença do diretor da Ejud-2, os juízes ingressantes ouviram os demais membros do Corpo Diretivo do Tribunal: os desembargadores Cândida Alves Leão (vice-presidente administrativa) e Carlos Roberto Husek (vice-presidente judicial). Eles explicaram um pouco de suas respectivas atribuições, falaram sobre resoluções do Conselho Nacional de Justiça e também sobre outros setores do Tribunal, como o Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec-2), agora sob coordenação da desembargadora Cândida Leão.

Ao final, em companhia da vice-presidente administrativa, foram visitar algumas instalações no Ed. Sede, como os respectivos gabinetes dos membros do Corpo Diretivo e uma das 18 turmas que compõem a 2ª instância.

Texto: Agnes Augusto e Alberto Nannini; Fotos: Allan Lustosa e Fernando Hauschild – Secom/TRT-2

 

   

 

 

 

 

 

 

Fonte: http://www.trtsp.jus.br/indice-noticias-em-destaque/20835-juizes-substitutos-vindos-de-outros-regionais-iniciam-curso-de-formacao-no-trt-2
Todas as informações contidas nesta página são de responsabilidade do seu criador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *