Luiz Henrique espera que Inovar-Autopeças ajude a baixar preços dos veículos

LOC: O INOVAR-AUTOPEÇAS É A APOSTA DO SENADOR LUIZ HENRIQUE PARA AJUDAR A BAIXAR OS PREÇOS DOS AUTOMÓVEIS NO BRASIL.

LOC: O SENADOR PELO PMDB DE SANTA CATARINA PRESIDIU AUDIÊNCIA QUE DEBATEU O CUSTO E A QUALIDADE DOS CARROS. ELE CONVERSOU COM O REPÓRTER NILO BAIRROS:

(Repórter) O vice-presidente da Comissão de Assuntos Econômicos, senador Luiz Henrique, espera pela edição do programa Inovar-Autopeças por parte do governo para que o setor seja melhor capacitado e, assim, forneça mais componentes às montadoras. O senador presidiu audiência pública que reuniu representantes da indústria automotiva e das concessionárias, e ambos explicaram que, além do peso dos impostos, o que encarece o carro no Brasil é a compra de peças importadas, pela falta de produto equivalente no país. O presidente da Anfavea, a Associação Nacional dos Fabricantes, Luiz Moan, deu exemplos de como essas diferenças atingem o bolso do consumidor.

(Luiz Moan)Quando a gente fala em motor, os Estados Unidos têm um custo oito por cento menor no motor. Em para-choque ele tem um custo menor 20 por cento do que gente produz aqui, a china produz um motor 16 por cento mais barato e um para-choque 32 por cento mais barato. Rep: A expectativa de mudança mais imediata está no Programa Inovar-autopeças, que é uma complementação do programa Inovar-Auto, em execução desde o ano passado e que projeta investimentos de até 50 bilhões de reais até 2015. O senador Luiz Henrique aposta na edição desse programa, e acredita que a indústria poderá inclusive aproveitar o câmbio alto para aumentar a exportação de autopeças.

Luiz Henrique) Sem dúvida nenhuma, a Inovar Inovar-Autopeças, a exemplo do inovar-Auto, levará a nacionalização de componentes que hoje são todos importados, e com o câmbio, mais alto, hoje, favorece as exportações e penaliza as importações.

(Repóter) Um dos primeiros passos do Inovar-autopeças é o rastreamento das peças, que vai permitir à indústria identificar quais componentes podem ser fabricados no Brasil. A partir disso, o BNDES, Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, deve investir na criação de um cinturão de empresas em volta das montadoras para baratear o fornecimento de peças.

Fonte: http://www.senado.gov.br/noticias/Radio/programaConteudoPadrao.asp?COD_TIPO_PROGRAMA=4&COD_AUDIO=530096
Todas as informações contidas nesta página são de responsabilidade do seu criador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *