Mesmo com pandemia, Agência Senado ultrapassa 50 milhões de acessos em 2020

De janeiro até 15 de dezembro deste ano, os conteúdos publicados pela Agência Senado tiveram mais de 50,8 milhões de visualizações — um crescimento de 30% em relação ao mesmo período do ano passado. O aumento também foi registrado no número de usuários, que chegou a mais de 24,7 milhões, ou seja, 39% a mais que em 2019.

— Sabemos da responsabilidade que o Portal de Notícias tem perante a sociedade, ainda mais em tempos de fake news. Ele é a fonte oficial de notícias do Senado — explica a diretora da Secretaria de Comunicação, Érica Ceolin.

A pandemia de covid-19 provocou a diminuição da atividade legislativa e mudanças no trabalho da equipe da Agência Senado. A maioria conseguiu desempenhar as funções trabalhando em casa, mas nos dias de sessões plenárias e reuniões de comissão, a equipe de fotografia tinha até oito funcionários no trabalho presencial. Três deles, inclusive, contraíram a doença ao longo do ano.

Além da confiança, a qualidade do que é publicado no Portal de Notícias também explica o crescimento constante nos números de audiência da Agência Senado. Essa é avaliação do diretor da Agência, Flávio Faria.

— Temos uma equipe muito qualificada. Além de jornalismo, vários fizeram cursos de pós-graduação em áreas como ciência política, mídias sociais e até mesmo uma segunda graduação em direito ou história, por exemplo. São pessoas que trouxeram experiências dos empregos anteriores em áreas como economia, tecnologia, fiscalização e controle, o que agrega bastante à nossa ampla cobertura legislativa de temas tão variados.

Cobertura universal

Agência Senado faz a cobertura universal das atividades institucionais e legislativas da Casa, o que inclui as reuniões das 19 comissões permanentes e suas subcomissões, das comissões mistas (com participação de senadores e deputados), das comissões parlamentares de inquérito (CPIs) e das sessões plenárias do Senado e do Congresso.

— Nossa missão é noticiar, em texto e em fotos, absolutamente tudo o que acontece no Senado relacionado às atividades legislativas de maneira simples, completa e plural —  explica a coordenadora de Cobertura, Paola Lima.

Além disso, a Agência Senado faz reportagens especiais sobre grandes temas em discussão no Parlamento brasileiro. Muitas delas são reproduzidas em outros sites. Neste ano, por exemplo, a matéria sobre a chegada do vírus da febre amarela ao Brasil no reinado de Dom Pedro II teve bastante destaque na imprensa. A reportagem cita documentos históricos do Arquivo do Senado que mostram que, apesar da gravidade da situação, naquela época também houve negacionismo e críticas a quarentenas. 

O Portal de Notícias publica diariamente matérias produzidas pela própria equipe de repórteres e também conteúdos da TV e da Rádio Senado. Para o coordenador do Portal, André Falcão, o crescimento é muito expressivo, considerando que o total de itens publicados diminuiu 21% em relação a 2019, pois a atividade legislativa teve queda grande por conta da pandemia.

Mais lidas

No ranking das mais lidas do ano, estão reportagens relacionadas direta ou indiretamente à pandemia do novo coronavírus. O texto sobre a aprovação do congelamento de salários do funcionalismo é a campeã de 2020, alcançando 1.022.210 visualizações até o dia 15 de dezembro.

Além disso, quatro matérias relacionadas à criação e expansão do auxílio emergencial de R$ 600 pagos pelo governo a trabalhadores prejudicados pela crise figuram entre as dez mais lidas do período.

Fotografia

Além de registrar jornalisticamente os momentos relevantes do Parlamento brasileiro, o setor de fotografia da Agência Senado é responsável por tratar, editar, catalogar e manter o acervo fotográfico e jornalístico, atuando para a preservação da memória nacional. Em 2020, o Serviço de Fotografia produziu 153.115 fotos, das quais 46.075 estão catalogadas no acervo e 12.913 disponibilizadas na página Senado Fotos e no banco de imagens Flickr.

— Tivemos uma queda em torno de 75% na produção fotográfica, o que está diretamente ligado à redução drástica do volume de atividades legislativas. Regulamentadas pelos Atos da Comissão Diretora 4/2020 e 7/2020, as reuniões das comissões e sessões do Plenário do Senado sofreram severas restrições devido  à crise da covid-19 — explica o coordenador de Fotografia da Agência, Leonardo Sá.

O material fotográfico também é reproduzido pela imprensa em todo o país. Leonardo lembra, por exemplo, foto da inauguração do drive thru de votação na primeira sessão  semipresencial para votação de autoridades, que foi capa do jornal Folha de S.Paulo em 22 de setembro. Em junho, o Portal G1 publicou em destaque foto da Agência sobre a sessão deliberativa remota na matéria sobre a possibilidade de adiamento das eleições de 2020. No mesmo mês, as fotos do Congresso iluminado com as cores do arco-íris no Dia do Orgulho LGBTI foram publicadas por diversos veículos, como o jornal O Estado de S. Paulo.

Cópias

Outro indicativo de crescimento da audiência é a quantidade de comandos de cópia (Ctrl+C) e cola (Ctrl+V) sobre o material produzido. A medição começou em 26 de agosto do ano passado. Desde então, foram 1.270.032 registros. O sistema conta um evento de cópia de um parágrafo por 30 minutos e automaticamente dispara a mensagem de direitos autorais. A reprodução do conteúdo da Agência Senado é livre, basta citar a fonte.  

Origem dos acessos 

A principal origem dos acessos à Agência Senado ocorre pelo Google. Em 2020, 63% dos usuários chegaram a partir da ferramenta de busca. No mesmo período de 2019, esse percentual ficou em 59%.

Os acessos por dispositivos móveis ficaram, até 15 de dezembro deste ano, em 72% do total. No mesmo período de 2019, o percentual foi de 65%.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte: http://www12.senado.gov.br/noticias/noticias/materias/2020/12/17/mesmo-com-pandemia-agencia-senado-ultrapassa-50-milhoes-de-acessos-em-2020
Todas as informações contidas nesta página são de responsabilidade do seu criador.

One thought on “Mesmo com pandemia, Agência Senado ultrapassa 50 milhões de acessos em 2020

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *