Ministro Alexandre de Moraes profere palestra a militares da Escola de Comando e Estado-Maior do Exército

A importância do Supremo Tribunal Federal como um órgão de moderação e equilíbrio de forças entre os Poderes republicanos foi enfatizada pelo ministro Alexandre de Moraes em palestra proferida para militares da Escola de Comando e Estado-Maior do Exército, na manhã desta terça-feira (20), na Sala de Sessões da Primeira Turma do STF.

O ministro explicou aos oficiais que, desde a Constituição Federal de 1988, o STF passou a exercer a função de moderador na resolução de litígios entre os Poderes, entre os estados-membros e entre esses estados e a União. Ele destacou que a inovação constitucional trazida há 30 anos foi a forma que o legislador constituinte encontrou para corrigir antigos erros, quando havia um desequilíbrio de forças entre os Poderes.

Segundo o ministro Alexandre de Moraes, a Constituição atual ampliou o papel institucional do STF e das Forças Armadas, de forma que, mesmo diante de um momento de crise política, econômica e até de valores, não houve uma crise institucional no País. “O Supremo não pode se afastar de seu papel moderador", afirmou o ministro Alexandre de Moraes.

Aos estudantes, o ministro explicou os modelos de legislação adotados nos Estados Unidos, na Alemanha e na França que inspiraram o sistema constitucional brasileiro e explicou que num sistema democrático deve prevalecer o direito da maioria no estabelecimento das normas, desde que isso não oprima o direito da minoria. Acrescentou que nesse sentido é que está a posição contramajoritária do STF, na garantia da efetividade dos direitos fundamentais também da minoria, mas não só delas.

A palestra faz parte do curso de formação dos militares para questões de política, segurança, defesa nacional e relações internacionais da Escola de Comando e Estado Maior do Exército, sediada no Rio de Janeiro.

AR/EH
 

Fonte: http://www.stf.jus.br/portal/cms/verNoticiaDetalhe.asp?idConteudo=387394
Todas as informações contidas nesta página são de responsabilidade do seu criador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *