Operação Eficiência – Receita Federal participa de nova fase da operação Lava Jato

A Receita Federal, em parceria com o Ministério Público Federal e com a Polícia Federal, participa da Operação Eficiência, deflagrada na manhã desta quinta-feira, 26 de janeiro.

Participam da operação 16 auditores-fiscais e analistas-tributários da Receita Federal, que cumprem mandados de busca e apreensão, entre outros mandados judiciais, expedidos pela 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro.

A Operação Eficiência é um desdobramento da Operação Calicute na qual é investigado o ex-governador do Estado do Rio de Janeiro.

Essa operação tem por fim esclarecer a existência de contas correntes mantidas no exterior pelos principais investigados. Tais contas se encontravam em nome de empresas offshore e seriam gerenciadas por terceiros. Estes receberiam quantias em Reais no Brasil e seriam responsáveis por efetuar o pagamento de despesas de alguns dos investigados no Brasil e no Exterior, bem como de remeter quantias para essas contas. 

Novamente, contratos de prestação de serviços podem ter servido como instrumento para maquiar pagamentos de vantagens indevidas como já ocorrido em outras fases da operação Lava Jato.

A Receita Federal já instaurou 1.392 procedimentos fiscais relacionados à Lava Jato, sendo 983 em pessoas jurídicas e 409 em pessoas físicas.  A fiscalização abrange empreiteiras, políticos, prestadores de serviços, operadores de câmbio e ex-dirigentes de empresas e já resultou em autuações superiores a R$ 10,6 bilhões.

 

Fonte: http://idg.receita.fazenda.gov.br/noticias/ascom/2017/janeiro/operacao-eficiencia-receita-federal-participa-de-nova-fase-da-operacao-lava-jato
Todas as informações contidas nesta página são de responsabilidade do seu criador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *