Otto Alencar diz que vai ao STF contra notícia falsa que Bolsonaro passou a Moro

Em sessão deliberativa remota desta segunda-feira (25) o senador Otto Alencar (PSD-BA) informou que vai entrar com representação no Supremo Tribunal Federal (STF) contra o presidente da República, Jair Messias Bolsonaro. O líder do PSD no Senado criticou Bolsonaro por ter repassado para o então ministro da Justiça Sérgio Moro notícia falsa envolvendo políticos da Bahia.

— Queremos que sejam apurados os fatos, porque me causa estranheza e até perplexidade saber que o presidente da República continua com o hábito, com o defeito de, ao contrário de cuidar das ações do governo, ficar compartilhando fake news, mentiras através das suas redes sociais. Eu não esperava que isso acontecesse, até porque, neste momento, as ações de governo têm de ser em benefício do povo brasileiro. Já estamos entrando com uma representação, hoje, no Supremo Tribunal Federal e vamos acompanhar. Enquanto tiver o meu mandato, terei a altivez para combater um presidente da República que não tem as mínimas virtudes para continuar no poder e que deveria respeitar o cargo que ocupa — afirmou.

Recentemente, o ex-ministro Moro repassou à imprensa várias mensagens recebidas de Bolsonaro por meio de aplicativos de mensagens. Entre as mensagens divulgadas, consta uma em que Bolsonaro envia uma notícia falsa anônima que acusa Otto Alencar, o senador Angelo Coronel (PSD-BA) e outros políticos do estado de praticarem irregularidades no Hospital Espanhol, na capital Salvador. As acusações anônimas já foram refutadas pelos senadores e demais políticos, pelo governo da Bahia e pela direção do hospital.

De acordo com Otto Alencar, a fake news foi promovida por pessoas ligadas a Bolsonaro.

— Eu tenho 35 anos de política e não tenho denúncia no Ministério Público, não tenho nenhum processo a responder na Justiça, pela minha preocupação com minha honra. Ao contrário dos que estão envolvidos hoje em acusações graves, que envolvem, inclusive, uma coisa muito rasteira, que é a questão da ‘rachadinha’, que estava tatuada na Alerj, a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro — disse Otto.

Por meio de nota, Angelo Coronel também já avisou que vai entrar na Justiça contra Bolsonaro com base na Lei de Abuso de Autoridade (Lei 13.869, de 2019) e pediu que o presidente da República informe quem repassou a mensagem.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte: http://www12.senado.gov.br/noticias/noticias/materias/2020/05/25/otto-alencar-diz-que-vai-ao-stf-contra-noticia-falsa-que-bolsonaro-passou-a-moro
Todas as informações contidas nesta página são de responsabilidade do seu criador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *