Paim pede que eleitos lutem pela democracia e governem para todos

O senador Paulo Paim (PT-RS) afirmou que as autoridades têm responsabilidade na defesa da democracia, da liberdade e da justiça. Por isso, ele pediu que o presidente eleito em 28 de outubro governe para todos, apesar das divergências existentes no país.

Paim aproveitou para citar algumas questões sobre as quais o novo governo e o novo Congresso Nacional deverão se posicionar no próximo ano, entre elas a reforma da previdência. O senador defendeu que qualquer proposta de mudança leve em conta os equívocos na gestão do sistema, como a falta de cobrança de débitos previdenciários de grandes devedores.

— Eu espero que haja bom senso, que não entremos na linha do Chile, e muito menos da Argentina, ou até mesmo da Grécia, onde fizeram uma reforma e cortaram pela metade os salários, inclusive daqueles que já estavam aposentados. Isso é inadmissível, é inaceitável, já que nós provamos que tem dinheiro, sim. Não há motivo nenhum para sacrificar os trabalhadores, privatizando a Previdência. Você vai pagar, o banco vai aplicar e, se der errado, “babau”.

Paim disse ainda que, no ano que vem, vai lutar pela revogação da Emenda Constitucional 95. Na opinião dele, ao congelar investimentos públicos em todas as áreas, a medida foi responsável pelo aumento do desemprego no país.

Paim também defendeu a aprovação do estatuto do trabalho — uma proposta sua de nova consolidação das leis trabalhistas — para garantir aos trabalhadores os direitos “extintos” pela última reforma trabalhista.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte: http://www12.senado.gov.br/noticias/noticias/materias/2018/10/16/paim-pede-que-eleitos-lutem-pela-democracia-e-governem-para-todos
Todas as informações contidas nesta página são de responsabilidade do seu criador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *