Para o Brasil, Kosovo é parte da Sérvia, afirma candidato a embaixador

A Comissão de Relações Exteriores (CRE) aprovou nesta terça-feira (30) a indicação do diplomata Eduardo Barbosa para a chefia da representação brasileira em Belgrado, a capital da Sérvia. Na sabatina, Barbosa deixou claro que o Brasil deve manter sua posição de apoio à Resolução 1.244, da Organização das Nações Unidas (ONU), d 1999, que reconhece o Kosovo como parte da Sérvia.

O diplomata lembrou que mais de 80 países no mundo têm esta mesma posição, entre eles China, Rússia, Espanha, Grécia e Romênia. Acrescentou que o reconhecimento da independência do Kosovo em relação à Sérvia por mais de 100 países se deu após o bombardeio da Iugoslávia (país do qual Sérvia e Kosovo faziam parte) pelos EUA em 1999, e que o Brasil deve manter sua posição histórica de que os conflitos devem ser resolvidos de maneira negociada e pacífica.

— Não podemos ter medo de sermos minoritários nesta questão, nós temos que defender nossos princípios. Não há uma questão de negociar nossos princípios em virtude de outros países. O Brasil apoia desde sempre o multilateralismo, e a resolução da ONU é muito clara. Prefiro não especular porque outros países talvez tenham se precipitado sobre a independência do Kosovo, como algo que na verdade já estaria dado. Nações de grande relevância têm a mesma posição do Brasil, de que esta questão necessita ser resolvida de forma negociada e pacífica — explicou o diplomata.

A análise da indicação de Barbosa segue agora ao Plenário do Senado.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte: http://www12.senado.gov.br/noticias/noticias/materias/2018/10/30/para-o-brasil-kosovo-e-parte-da-servia-afirma-candidato-a-embaixador
Todas as informações contidas nesta página são de responsabilidade do seu criador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *