Para proteger o rio Paraíba do Sul, CE aprova data comemorativa

A Comissão de Educação (CE) aprovou nesta terça-feira (4) o projeto do deputado Marcio Alvino (PR-SP) que estabelece a data de 23 de setembro como o Dia da Nascente do Rio Paraíba do Sul (PLC 40/2018). A análise da proposta segue agora ao Plenário do Senado.

O relatório aprovado na CE, elaborado pela senadora Marta Suplicy (sem partido-SP) e lido pela senadora Maria do Carmo Alves (DEM-SE), destaca que a ideia de criar a data comemorativa foi proposta pela ONG Movimento Nascentes do Paraíba do Sul. A instituição empreende desde 2001 ações para valorizar e preservar aquele rio.

— Acreditamos que a instituição desta data comemorativa contribuirá para a preservação da nascente do rio e gerará desdobramentos positivos em termos econômicos, sociais e ambientais. Desde seu nascimento até a foz em São João da Barra (RJ), as águas da bacia do Paraíba do Sul banham mais de 180 cidades. Mais de 13 milhões de pessoas dependem economicamente do rio, em atividades dos setores industrial e agropecuário. Seu curso é marcado por uma série de represas destinadas ao fornecimento de água e energia elétrica tanto para os habitantes da bacia quanto aos da região metropolitana do Rio de Janeiro. É o rio mais importante desse estado, com grande relevância sócio-econômica — destacou Maria do Carmo.

A data de 23 de setembro é uma alusão a esse dia em 2001, quando foi criado o Movimento Nascentes do Paraíba do Sul.

A CE também aprovou na reunião relatório do senador Wellington Fagundes (PR-MT), favorável à proposta (PLC 79/2017) que denomina de prefeito Paulo Osny May o viaduto duplo de acesso à cidade de Capivari de Baixo (SC). A análise do projeto também segue ao Plenário do Senado.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte: http://www12.senado.gov.br/noticias/noticias/materias/2018/12/04/para-proteger-o-rio-paraiba-do-sul-ce-aprova-data-comemorativa
Todas as informações contidas nesta página são de responsabilidade do seu criador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *