Paulo Paim apoia adiamento das provas do Enem

O senador Paulo Paim (PT-RS) aplaudiu o adiamento das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano. Manter as datas de realização do exame, disse Paim nesta quinta-feira (21), seria injusto para estudantes de escolas públicas, pobres, negros, indígenas, e aqueles que vivem nas periferias ou regiões distantes dos grandes centros urbanos.

Os problemas enfrentados devido à pandemia da covid-19 atrapalham a preparação dos alunos, afirmou o senador. Ele destacou a falta de computador na casa de 2,3 milhões de candidatos, dificuldade na comunicação tanto para alunos quanto para professores, falta de espaço adequado para estudo e ausência de merenda escolar.

Paim afirmou que a realização do Enem neste momento representaria acabar com o sonho de milhões de jovens brasileiros de ingressar numa universidade.

— O Brasil não pode continuar fomentando as disparidades sociais. Temos que incluir e não excluir. Especialistas, repito, afirmam que nas atuais circunstâncias manter as datas de prova vai prejudicar principalmente os alunos carentes, os que hoje que estão tendo maiores dificuldades em ter acesso ao conteúdo, principalmente digital. E há uma rotina de estudos em as aulas presenciais que eles ali se davam bem — disse.

De acordo com Paim, levantamento da Unesco mostra que cerca de 80 países cancelaram adiaram ou remarcaram suas avaliações estudantis, entre eles Estados Unidos, Reino Unido, China, Irlanda, França e Coréia.

Paulo Paim registrou que a Comissão de Direitos Humanos (CDH), da qual é presidente, já tinha encaminhado ofício ao Ministério da Educação, ao Procurador-Geral da República (PGR) e à Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) pedindo o adiamento.

O Ministério da Educação anunciou nesta quarta (20) o adiamento das provas do Enem por até 60 dias um dia depois de o Senado aprovar projeto de lei adiando o exame até o final do ano letivo de 2020 (PL 1.277/2020). A proposta foi aprovada pelo Senado e estava à espera da votação da Câmara dos Deputados. Ao saber que o Poder Executivo por fim concordou em adiar as provas do Enem, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, preferiu esperar o anúncio do governo.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte: http://www12.senado.gov.br/noticias/noticias/materias/2020/05/21/paulo-paim-apoia-adiamento-das-provas-do-enem
Todas as informações contidas nesta página são de responsabilidade do seu criador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *