Paulo Rocha rebate críticas a senadores contrários à MP do pente fino no INSS

O senador Paulo Rocha (PT-PA) rebateu nesta terça-feira (4) as críticas feitas na imprensa e nas redes sociais em relação aos 12 senadores que votaram contra a Medida Provisória (MP 871/2019), na véspera. Ele contestou as afirmações de que o objetivo da matéria seria o combate à fraude e aos desvios na assistência previdenciária. Na sua avaliação, trata-se de uma mentira, já que a medida provisória constitui uma minirreforma da Previdência, voltada a prejudicar pescadores e trabalhadores rurais.

De acordo com o senador, nos últimos cinco meses, o Congresso Nacional só aprovou legislação para atacar os direitos dos trabalhadores e dos mais pobres. Ele questionou por que o governo não enviou ao Congresso projeto para combater a sonegação.

Para beneficiar os grandes, são isenções: isenções para os grandes empresários rurais, isenção para a Shell… E, aí, vêm com o discurso de que o combate aos desvios da aposentadoria vai nos render R$ 9 bilhões. Devem ser aquelas cifras artificializadas que o Guedes [ministro da Economia, Paulo Guedes] usa de vez em quando. A reforma da Previdência é para ir atrás de R$ 1 trilhão. Esse R$ 1 trilhão é de quem? É do grande? Esse R$ 1 trilhão é dos pequenos! — criticou.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte: http://www12.senado.gov.br/noticias/noticias/materias/2019/06/04/paulo-rocha-rebate-criticas-a-senadores-contrarios-a-mp-do-pente-fino-no-inss
Todas as informações contidas nesta página são de responsabilidade do seu criador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *