Plínio defende votação da proposta sobre taxação de grandes fortunas

O senador Plínio Valério (PSDB-AM) defendeu, em pronunciamento nesta quarta-feira (12), a votação da proposta dele que institui a taxação de grandes fortunas.

Ele explicou que o PLP 183/2019 não representa objeção às pessoas que são milionárias. A intenção, disse, é fazer com que os ricos deem sua parcela de contribuição, uma vez que conquistaram o patrimônio que possuem não apenas com o próprio trabalho, mas também com a ajuda da estrutura do Estado erguida com o dinheiro dos impostos que todos os brasileiros pagaram ao longo dos anos, independentemente da renda.

— A revista Forbes mostrou que 42 milionários brasileiros enriqueceram, juntos, na pandemia, o equivalente a R$ 177 bilhões. Então, é justo, é sensato que aqueles que ganharam dinheiro na pandemia possam ajudar a retribuir aqueles que sofreram, perderam seus empregos, não têm acesso à medicação, a alimentos. Então, a gente quer essa taxa das grandes fortunas para isso, para que esse dinheiro seja usado para ajudar aqueles que foram vitimados por essa desgraça, por essa pandemia.

Segundo o senador, a ideia da taxação de grandes fortunas cresce em todo o mundo. No Brasil não é diferente, lembrou, ao citar que conta com o apoio de diversos segmentos da sociedade, como do Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil (Sindifisco), do ex-ministro da Fazenda, Mailson da Nóbrega, e do presidente do Bradesco, Octavio de Lazari Júnior.

Plínio também defendeu a aprovação do projeto que dispõe sobre a nomeação e a demissão do presidente e diretores do Banco Central (PLP 19/2019). Também de autoria dele, a proposta já está pronta para votação em Plenário e, segundo o senador, vai ajudar a destravar a economia do país.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte: http://www12.senado.gov.br/noticias/noticias/materias/2020/08/12/plinio-defende-votacao-da-proposta-sobre-taxacao-de-grandes-fortunas
Todas as informações contidas nesta página são de responsabilidade do seu criador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *