Procurador-geral ajuíza ações contra leis do DF e de Goiás

O procurador-geral da República, Antonio Fernando Souza, ajuizou Ações Diretas de Inconstitucionalidade (ADIs) contra leis do Distrito Federal, sobre a polícia civil (ADI 3601), e do Estado de Goiás, sobre criação de cargos comissionados (ADI 3602). As duas ações têm pedidos de concessão de medida cautelar.

ADI 3601

Contesta a Lei distrital 3.642/05, que versa sobre a Comissão Permanente de Disciplina da Polícia Civil do Distrito Federal (DF). A ação foi ajuizada a pedido do Ministério Público do DF e Territórios, sob o argumento de que houve invasão da competência da União de legislar sobre a organização da  Polícia  Civil do DF, bem como sobre o regime jurídico disciplinar de seus membros (artigo 22, inciso XIV da Constituição Federal).

Alega-se, ainda, que a Lei federal 4.878/65, que dispõe sobre o “regime jurídico peculiar dos funcionários policiais civis da União e do DF”, já trata especificamente do processo disciplinar a que se submetem tais policiais. O ministro Sepúlveda Pertence é o relator da ação.

ADI 3602

A criação de cargos em comissão por meio da Lei estadual 15.224/05, de Goiás, é o alvo desta ação, que atende a representação do Ministério Público junto ao Tribunal de Contas goiano. A norma criou cargos de perito médico, perito psicológico, auditor de controle interno, produtor jornalístico, repórter fotográfico e de motorista sob a alegação de que têm caráter de direção, assessoramento e encargos especiais.

Para o Ministério Público, houve afronta à Constituição Federal (artigo 37, incisos II e V), pela qual o ingresso no serviço público deve ser feito por meio de concurso, salvo quando se tratar de cargos de assessoramento, chefia ou direção, o que não é o caso, argumenta-se. O procurador-geral alega que a imposição constitucional “foi burlada pela legislação estadual, que pretendeu atribuir natureza de cargo em comissão a serviços que não demandam a necessária relação de confiança do nomeante”. O relator da ADI é o ministro Joaquim Barbosa.

SI/EH

Fonte: http://www.stf.jus.br/portal/cms/verNoticiaDetalhe.asp?idConteudo=65855
Todas as informações contidas nesta página são de responsabilidade do seu criador.

One thought on “Procurador-geral ajuíza ações contra leis do DF e de Goiás

  1. Have you ever heard of second life (sl for short). It is essentially a game where you can do anything you want. SL is literally my second life (pun intended lol). If you want to see more you can see these second life articles and blogs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *