Rose de Freitas pede a Davi Alcolumbre que promova a união nacional

A senadora Rose de Freitas (Podemos-ES) pediu que o presidente da Casa, Davi Alcolumbre, atue para promover a união nacional no enfrentamento da crise provocada pela pandemia de coronavírus. Ela afirmou nesta terça-feira (13) que falta uma liderança neste momento, e que o presidente do Senado pode exercer esse papel. Ao responder à parlamentar, Davi disse que vem buscando a conciliação para o enfrentamento da crise, mas também afirmou que todos os líderes nacionais devem buscar isso.

Rose de Freitas disse que, “se as noticias divulgadas nesta terça-feira estiverem corretas, o pico da pandemia pode ocorrer em agosto”.

— Precisamos de um protocolo nacional. O que nós, a nação, vamos sofrer até lá? Precisamos de alguém que organize esta bagunça. A perplexidade do ministro da Saúde, Nelson Teich, ao receber a notícia sobre os novos estabelecimentos autorizados a abrir [pelo presidente da República, Jair Bolsonaro], sem que o ministro fosse consultado, não beira o desrespeito, beira o deboche — declarou ela.

A senadora ressaltou que, quando foi vice-presidente da Câmara e acumulava a vice-presidência do Congresso, teve de substituir “praticamente 99% das vezes o presidente Sarney”. Ela observou que ocupar o cargo de presidente do Congresso demandava “muita responsabilidade”.

— Saiba que quero expressar minha solidariedade. Sobretudo fé. Neste momento, eu não tenho como expressar o incômodo de termos um líder que não é líder. É líder apenas de uma facção, de um movimento, que chegou à Presidência da República — criticou.

Segundo Rose de Freitas, o governo do presidente Jair Bolsonaro, apesar das ações contraditórias, não tem encontrado impedimentos da parte do Legislativo.

— Aqui ele não tem sofrido ataques, não tem sofrido uma resistência enorme. Os senadores têm votado pelo Brasil. Mas quero lhe pedir que nos lidere junto a senadores, governadores, prefeitos, deputados federais, em uma união nacional. Acho que isso vai ser proposto daqui a pouco pela Câmara dos Deputados — disse a senadora a Davi Alcolumbre.

A parlamentar deixou claro que não estava se referindo a um movimento para retirar o mandato do presidente da República por meio de impeachment.

— Longe de mim de querer tirar o presidente Bolsonaro; ele foi eleito. Nós temos de sofrer com ele. Entenda, presidente Davi, não existe neste momento adversários ao seu redor; todos os senadores são seus aliados nesta luta. [Peço que] Nos organize e nos lidere.

Ao responder a Rose de Freitas, o presidente do Senado afirmou que irá considerar o apelo feito por ela.

— Eu levarei em consideração a manifestação da senhora. E buscarei com todos os líderes desta Casa e os líderes nacionais a convergência, a pacificação, a união nacional. Não tenho dúvidas de que o Senado tem se debruçado nos últimos meses sobre essa pandemia que atinge todos os brasileiros — afirmou ele.

Davi argumentou que o Senado, por representar os estados brasileiros, tem condições para agregar governadores, prefeitos e outros líderes nacionais.

— Nós temos construído votações importantes que têm ajudado muito o Brasil. E nós, que somos do Senado, a casa da federação, temos de construir essa pacificação. Eu tenho buscado fazer essa conciliação. Mas acho que é chegada a hora de buscarmos todos os líderes brasileiros — declarou.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte: http://www12.senado.gov.br/noticias/noticias/materias/2020/05/13/rose-de-freitas-pede-a-davi-alcolumbre-que-promova-a-uniao-nacional
Todas as informações contidas nesta página são de responsabilidade do seu criador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *