Saúde enfrenta crise porque nunca teve prioridade, diz Eduardo Girão

O senador Eduardo Girão (Podemos-CE) afirmou em pronunciamento nesta quarta-feira (13) que a atual crise da saúde se deve ao sucateamento do sistema público, ao longo dos anos, devido à falta ou inversão de prioridades, a superfaturamento em obras e compras e ao descaso com os profissionais da área.

— Não é à toa que o Brasil inteiro está hoje tendo uma solução de continuidade nos hospitais, na saúde pública. Porque a saúde do povo brasileiro nunca foi prioridade em governo nenhum. Esse foi o resultado: quando a gente precisou não tinha leito e o sistema estava desorganizado — criticou.

De acordo com Eduardo Girão, menos de 10% dos 184 municípios do Ceará têm estrutura para receber e tratar pacientes graves com covid-19 que, por essa razão, ficam dependentes do atendimento em grandes cidades.

O senador lamentou que essa realidade seja acompanhada de notícias de desvios de verbas para o enfrentamento à pandemia. Ele espera que a experiência atual ajude o país a “fazer diferente no futuro”. 

Girão ressaltou que o Ceará está recebendo R$ 3,3 bilhões para os municípios e que a página do senador na internet faz o acompanhamento da execução desses recursos. Ele pediu que os cidadãos também acompanhem esses gastos, fiscalizando o uso do dinheiro junto a vereadores e prefeitos.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte: http://www12.senado.gov.br/noticias/noticias/materias/2020/05/13/saude-enfrenta-crise-porque-nunca-teve-prioridade-diz-eduardo-girao
Todas as informações contidas nesta página são de responsabilidade do seu criador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *