Senadores comentam eleição presidencial nos EUA

A eleição desta terça-feira (3), nos Estados Unidos, definirá o próximo presidente desse país: Donald Trump, que é o atual presidente, pelo Partido Republicano, ou Joe Biden, candidato do Partido Democrata. Vários senadores comentaram a eleição — alguns, inclusive, indicaram qual candidato apoiam.

O presidente da Comissão de Relações Exteriores do Senado (CRE), Nelsinho Trad (PSD-MS), lembrou, em entrevista à Rádio Senado, que o governo de Jair Bolsonaro espera que Donald Trump vença as eleições. Entretanto, Nelsinho Trad afirmou que, independente do resultado, o Brasil deve se relacionar de forma republicana com o presidente eleito.

— Eu entendo que o Brasil tem potencialidades que são respeitadas, seja pelos democratas, seja pelos republicanos. Então acho que o Brasil é muito maior e tem um potencial de relacionamento comercial com os Estados Unidos muito maior do que qualquer ideologia — declarou ele.

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), por sua vez, manifestou apoio a Kamala Harri, candidata a vice-presidente na chapa de Joe Biden. “Para você, Kamala Harris, o mundo. Boa sorte amanhã! O mundo precisa de boas notícias”, publicou ele em suas redes sociais.

Para o senador Humberto Costa (PT-PE), Trump será derrotado. Ele citou a decisão de um juiz dos EUA que rejeitou um pedido do Partido Republicano para que fossem anulados 127 mil votos no Texas. “Desesperados, os republicanos nos EUA já estão entrando na Justiça querendo anular votos legais e perdendo feio. O tombo eleitoral está por vir”, afirmou ele.

Já o senador Antonio Anastasia (PSD-MG) acredita que a democracia dos EUA é a mais sólida do planeta — e é acompanhada com atenção neste momento.

— Vamos acompanhar hoje, com muita atenção, os resultados eleitorais dos Estados Unidos da América e, independente do seu resultado, cumprimentar a força das instituições e da democracia norte-americana — disse ele em entrevista à Rádio Senado.

Fraude no sistema eleitoral

O presidente Jair Bolsonaro publicou, em suas redes sociais, que “há sempre uma forte suspeita da ingerência de outras potências” na eleição nos EUA.

Ao discordar do presidente, o senador Humberto Costa declarou que, “para todo fascista, seja ele presidente dos EUA ou do Brasil, a democracia é sempre uma fraude a ser combatida”.

O senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) compartilhou publicação de seu pai, o presidente Jair Bolsonaro, que negou ter tentado entrar em contato com o pessoal da campanha de Joe Biden​. Jair Bolsonaro disse ter “bom relacionamento” com Donald Trump.

Manifestações

O senador Alvaro Dias (Podemos-PR) afirmou, em suas redes sociais, que “há riscos de conflitos nas ruas” logo após a eleição. “Hoje, dia da eleição presidencial nos EUA, apreensão em Washington e várias cidades do país, que amanheceram com lojas, bancos e o comércio em geral instalando tapumes de madeira, devido à convocação de diversas manifestações”, ressaltou ele.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte: http://www12.senado.gov.br/noticias/noticias/materias/2020/11/03/senadores-comentam-eleicao-presidencial-nos-eua
Todas as informações contidas nesta página são de responsabilidade do seu criador.

14 thoughts on “Senadores comentam eleição presidencial nos EUA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *