Senadores desejam boas festas e recomendam cuidados contra covid-19

O ano de 2020, um dos mais desafiadores dos últimos tempos, se aproxima do fim. Uma pandemia de proporções gigantescas, trágica, mudou hábitos, afastou famílias, ceifou a vida de mais de 188 mil brasileiros, mas também despertou sentimentos de solidariedade, cuidado, companheirismo. Foi um ano de perdas, de gastos inesperados, de isolamento, de saudade, de inovação, de soluções criativas, de investimento na ciência e tecnologia e de atuação decisiva do Parlamento para enfrentar as consequências da doença, como a criação do auxílio emergencial de R$ 600.

A época é propícia para os cidadãos fazerem suas reflexões, analisarem ações e planejarem o que fazer no futuro próximo. E não foi diferente com os senadores, que se manifestaram das redes sociais. Eles desejaram boas festas aos brasileiros, fizeram breves balanços sobre o ano e sobre as lições que a covid-19 trouxe e pediram que a população mantenha os cuidados de higiene e proteção contra o vírus.

“Natal é tempo de renovação e esperança. Ano novo é recomeço. Comemorem, mas sempre tomando os cuidados necessários, pois ainda estamos em meio a uma pandemia. Espero que o Brasil volte a crescer em 2021 e me comprometo a fazer a minha parte, trabalhando muito no Senado Federal”, publicou o senador Oriovisto Guimarães (Podemos-PR) no Twitter.

“Em 2020, enfrentamos muitas dificuldades e lamentamos muitas perdas. Mas também superações e, com ajuda da boa política, encontramos soluções. Conte comigo para continuar trabalhando e que 2021 seja um ano melhor para todos. Boas festas!”, desejou o senador Weverton (PDT-MA) no Twitter.

“Feliz Natal. O nascimento do filho de Deus anuncia uma mensagem de paz, fraternidade e solidariedade. É tempo de comemorar a vida, semear o amor e espalhar a esperança”, publicou o senador Jader Barbalho (MDB-PA).

“O ano de 2020 foi muito desafiador. Nos trouxe muita dificuldade, mas também grandes aprendizados. Que 2021 possa renovar nossa esperança por dias melhores. Que tenhamos saúde, resiliência e serenidade para enfrentar esse novo ano”, disse o senador Dário Berger (MDB-SC) no Twitter.

Ciência

O senador Rogério Carvalho (PT-SE) publicou um vídeo sugerindo que 2021 será melhor graças à vacina, que deve afastar o novo coronavírus. A publicação salienta a importância do investimento em pesquisa, ciência e tecnologia para a cura e o quanto a imunização da população é essencial para o país voltar à normalidade e a crescer.

“Criativo e didático, que assim seja em 2021! A ciência é o único caminho para vencermos essa guerra contra esse vírus mortal”, comentou Rogério.

As pesquisas de vários imunizantes estão na fase final em todo o mundo, alguns já sendo aplicados em países da União Europeia e nos Estados Unidos. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou esta semana a certificação de boas práticas para a Sinovac, empresa parceira do Instituto Butantan na fabricação da CoronaVac, o que facilita a aquisição da vacina pelo Ministério da Saúde. Essa medida foi comemorada pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) no Twitter:

“Que estes últimos dias de 2020 sejam de esperança, de que o mais brevemente possível o Brasil comece a fazer o que o restante do mundo já está fazendo para vencer o vírus: imunizar as pessoas!”

O Senado já aprovou medidas que garantem recursos extraordinários para a aquisição da vacina da AstraZeneca/Oxford (MP 994/2020) e apreciará em fevereiro a MP 1.003/2020, de adesão do país ao consórcio Covax Facility, para acesso facilitado a um portfólio de nove vacinas em desenvolvimento, além de outras em fase de análise. Essa MP, já aprovada pela Câmara, tem força de lei, só precisa ser confirmada pelos senadores até março.

Cuidados

Enquanto a vacina não chega aos brasileiros é importante lembrar os cuidados necessários recomendados pelo Ministério da Saúde e por cientistas, médicos infectologistas, biólogos e outros estudiosos para evitar a contaminação pelo coronavírus. Uso de máscaras e equipamentos de proteção individual; evitar aglomerações e reduzir o contato social e os deslocamentos para o trabalho, para quem pode ou consegue; manter distância de, pelo menos, um metro entre as pessoas; lavagem frequente das mãos ou uso de álcool em gel; uso de lenço descartável para a higiene nasal; manter os ambientes limpos e arejados.

A microbiologista e divulgadora científica Natália Pasternak recomenda que as festas de Natal e Ano Novo sejam comemoradas somente com o núcleo familiar que já convive durante a pandemia, evitando encontros e aglomerações, o que aumenta exponencialmente o risco de contaminação.

“Não viva este Natal como se fosse o último senão ele pode ser”, recomendou, em publicação no Twitter.

Como o cenário ideal — de isolamento e preservação — não ocorrerá, Natália reforça a importância de adoção das medidas paliativas para diminuir os danos durante as festas: o uso de máscaras, o distanciamento, sem abraços e beijos, que as reuniões ocorram em ambientes arejados e preferencialmente abertos e que ninguém compartilhe pratos e talheres.

Números

No dia 22 de dezembro, o Brasil registrou 963 novas mortes por covid-19. O país contabilizou 188.285 óbitos e 7.320.020 casos de covid-19 desde o início da pandemia, com 55.799 confirmados no dia.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte: http://www12.senado.gov.br/noticias/noticias/materias/2020/12/23/senadores-desejam-boas-festas-e-recomendam-cuidados-contra-a-covid-19
Todas as informações contidas nesta página são de responsabilidade do seu criador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *