Senadores expressam desejo de recuperação para o ex-presidente Lula

LOC: O EX-PRESIDENTE DA REPÚBLICA LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA INICIOU NESTA SEGUNDA-FEIRA TRATAMENTO CONTRA UM CÂNCER NA LARINGE.

LOC: E LOGO PELA MANHÃ, SENADORES ABRIRAM OS TRABALHOS DA SEMANA COM O DESEJO E A CONFIANÇA EM SUA RÁPIDA RECUPERAÇÃO. REPÓRTER NILO BAIRROS:

(REPÓRTER): Desde sábado, quando foi anunciado um câncer de laringe no ex-presidente Lula, a imprensa no mundo todo e também as redes sociais repercutiram o assunto. Surpresa, preocupação e confiança são algumas das expressões mais usadas desde então. No Senado, as homenagens e votos de recuperação ao ex-presidente Lula começaram já pela manhã, na abertura da reunião da comissão de Direitos Humanos.O presidente da Comissão, senador Paulo Paim, do PT gaúcho, manifestou sua confiança na recuperação de Lula.
(PAULO PAIM): Nós todos estamos muito confiantes, com todas nossas energias, para que ele faça o tratamento que se inicia hoje e que fique bom e volte ao convívio de todos nós, com toda sua força, sua capacidade. É uma pessoa de uma grandeza enorme. Considero Lula uma pessoa ímpar.
(REPÓRTER): Outro amigo do ex-presidente, o senador Jorge Viana, do PT do Acre, admitiu que deve a Lula boa parte do que aprendeu nos últimos 25 anos, e também declarou sua solidariedade à família.
(JORGE VIANA): Nós estamos seguros e temos muita fé em Deus de que ele, Dona Marisa, os familiares vão enfrentar mais esse grande desafio na vida do presidente com vitória, Eu devo minha vida e o que aprendi a ele. Ele é um exemplo e, como exemplo, tomara que ele fique muito tempo nesse mundo, para ajudar a gente a ter mais fé, mais confiança e a ficarmos um pouco melhor.
(REPÓRTER): O presidente do Senado, José Sarney, divulgou nota em que comparou Lula a um lutador acostumado a vencer muitas batalhas. Sarney disse ainda que Lula é muito necessário ao país e aos brasileiros e que espera ver o ex-presidente recuperado em breve. O diagnóstico de câncer foi confirmado no sábado, depois de testes realizados na véspera, quando Lula deu entrada no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo. O ex-presidente queixava-se de dores na garganta. Entre os fatores de risco para o desenvolvimento de câncer de laringe está o tabagismo. Em entrevista em março do ano passado, Lula afirmou a jornalistas que, enfim, havia parado de fumar. De lá para cá, assessores seus confirmam que o ex-presidente deixou o vício do consumo de cigarrilhas.

Fonte: http://www.senado.gov.br/noticias/Radio/programaConteudoPadrao.asp?COD_TIPO_PROGRAMA=4&COD_AUDIO=156974
Todas as informações contidas nesta página são de responsabilidade do seu criador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *