Senadores lamentam morte de Dom Pedro Casaldáliga, bispo de São Félix do Araguaia (MT)

Senadores lamentaram a morte do bispo emérito de São Félix do Araguaia (MT), Dom Pedro Casaldáliga, que faleceu no sábado (8) aos 92 anos em decorrência de infecção no pulmão. O religioso ficou conhecido por sua ação política e pelo trabalho em defesa de direitos dos povos indígenas e o combate à violência dos conflitos agrários.

O senador Wellington Fagundes (PL-MT) afirmou, pelas redes sociais, que Casaldáliga foi um dos maiores defensores dos direitos humanos do país.

“Defensor da vida, vida de camponeses, ribeirinhos, quilombolas e indígenas, lembro de sua luta na desocupação do território indígena de Marãiwatsédé, no Nordeste de Mato Grosso. Casaldáliga cumpriu sua missão e deixa um grande legado, não só para o Mato Grosso, mas para todo o país. Descanse em paz!!”

Para o senador Jean Paul Prates (PT-RN), todos que lutam por democracia, justiça social e direitos humanos ficaram desolados com a notícia.

“Que a sua militância nos inspire a seguir lutando por um mundo sem opressões, injustiças e nem exploração. Perdemos não só o ‘bispo do povo’, mas também uma figura humana e política incrível. Minha solidariedade à família, aos amigos e a todos os seus admiradores.”

Já o líder da Minoria, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), afirmou que “quem passa por este mundo como Dom Pedro Casaldáliga passou, fica para sempre”.

“Obrigado pela teologia da libertação que propagou, pelo amor, pela solidariedade. Me honra muito ter vivido a época que o senhor viveu por aqui”, escreveu Randolfe no Twitter.

Para o senador Paulo Paim (PT-RS), Dom Pedro Casaldáliga foi um admirável brasileiro defensor dos direitos humanos, dos povos indígenas, dos pobres e do trabalho digno. 

“Seu legado de vida estará sempre com todos nós que acreditamos na democracia e na liberdade, em um Brasil mais justo e solidário”, disse ele.

A senadora Zenaide Maia (Pros-RN) também demonstrou pesar pelas redes sociais:

“Uma das figuras mais importantes da história do Brasil na defesa das causas sociais, dos direitos humanos, da Amazônia, dos indígenas e dos povos tradicionais. Dom Pedro Casaldáliga nos deixou, mas o seu legado continua, na resistência a toda forma de opressão”, disse ela.

Os senadores Humberto Costa (PT-PE), Carlos Fávaro (PSD-MT), Fabiano Contarato (Rede-ES) e Jaques Wagner (PT-BA) também lamentaram a morte do bispo.

“Dom Pedro Casaldáliga era uma importante referência para todos nós que lutávamos contra a ditadura e por justiça social. Um exemplo de coragem e dedicação ao nosso povo. Uma perda irreparável”, afirmou Humberto pelo Twitter.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte: http://www12.senado.gov.br/noticias/noticias/materias/2020/08/10/senadores-lamentam-morte-de-dom-pedro-casaldaliga-bispo-de-sao-felix-do-araguaia-mt
Todas as informações contidas nesta página são de responsabilidade do seu criador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *