Senadores registram solidariedade ao povo libanês por explosão em Beirute

Durante sessão remota desta quarta-feira (5), os senadores manifestaram solidariedade ao povo libanês, após explosão no porto da capital, Beirute, que na terça-feira (4) matou mais de 100 pessoas e deixou milhares de feridos.

O senador Esperidião Amin (PP-SC) solicitou que todo o Senado Federal manifeste a solidariedade do povo brasileiro à população do Líbano.

— Eu quero expressar esse sentimento de dor e de solidariedade, penso eu, em nome do Senado, mas, acima de tudo, como cidadão brasileiro que ostenta o sobrenome que herdei do meu pai, de sua família e que carrego junto com a ancestralidade italiana que vem da minha mãe — disse Esperidiâo Amin.

Presidente do Grupo Parlamentar Brasil-Países Árabes, osenador Jean Paul Prates (PT-RN) apresentou um requerimento de voto de solidariedade à República do Líbano.

— Quero manifestar minha solidariedade ao povo libanês pela tragédia ocorrida ontem [terça-feira] no porto do Beirute. O Brasil tem hoje a maior comunidade libanesa do mundo. O povo libanês é símbolo da resistência e foi tão castigado pela história recente — declarou Jean Paul.

O senador Eduardo Gomes (MDB-TO), que presidiu a sessão desta quarta-feira, apoiou as iniciativas de Jean Paul e Esperidião Amin.

— É visível a solidariedade de todos os senadores. Tenho certeza de que tanto Esperidiâo Amin quanto Jean Paul Prates organizam, neste momento, o mais claro manifesto do Senado Federal em solidariedade ao Líbano, a Beirute — afirmou Eduardo Gomes.

Presidente da Comissão de Relações Exteriores (CRE), o senador Nelsinho Trad (PSD-MS), que tem ascendência libanesa, também lamentou a tragédia em Beirute.

— Nós aqui do Brasil, que temos em número de descendentes libaneses quase quatro vezes a população do Líbano, estamos solidários, rezando, orando para que a paz volte a reinar no país onde Deus plantou o cedro do Líbano, para que tudo possa voltar à normalidade — disse Nelsinho durante entrevista à Rádio Senado.

Nelsinho ainda destacou as dificuldades que o Líbano vem enfrentando.

— O Líbano é um país que estava em franco desenvolvimento econômico e social. Mas mergulhou numa crise, antes da vinda da pandemia de coronavírus, não só política, que se estendeu para o campo socioeconômico. Eles estão passando realmente por uma dificuldade muito grande na capital — ressaltou Nelsinho.

Também descendente de libaneses, a presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), senadora Simone Tebet (MDB-MS), registrou suas condolências ao país.

“O Líbano, terra dos meus avós maternos e paternos, chora hoje a dor por mais uma tragédia humana de enormes proporções. Essa mesma dor eliminou a distância física que separa aquele povo irmão dos 10 milhões de brasileiros, libaneses de origem ou de ancestralidade, unidos pela alma, no mesmo sentimento de profunda tristeza. Tenho certeza de que saberemos nos unir, muito mais agora, não somente no pesar, mas também e principalmente, na solidariedade e em nossas orações”, disse Simone.

Ao se manifestar, o senador Carlos Fávaro (PSD-MT) destacou que é “impossível não nos sensibilizarmos e externarmos toda a nossa solidariedade ao povo do Líbano. Nossas preces para familiares e vítimas dessa tragédia que impressionou a todos”.

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), ao lamentar a tragédia, declarou que “é estarrecedor o que aconteceu no Líbano. Sentimos muito”.

O senador Álvaro Dias (Podemos-PR) ressaltou o problema da superlotação nos hospitais em Beirute: “Nossa solidariedade para essas pessoas. Que consigam superar este momento difícil. Não bastasse o rastro de centenas de mortos e milhares de feridos, a explosão do porto em Beirute, no Líbano, provocou a superlotação dos hospitais, que já sofrem com a falta de materiais por causa do avanço da pandemia da covid-19”.

Além deles, os senadores Eduardo Braga (MDB-AM), Lasier Martins (Podemos-RS), Acir Gurgacz (PDT-RO), Zequinha Marinho (PSC-PA), Paulo Paim (PT-RS), Tasso Jereissati (PSDB-CE) e Zenaide Maia (Pros-RN) também prestaram solidariedade à população libanesa.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte: http://www12.senado.gov.br/noticias/noticias/materias/2020/08/05/senadores-registram-solidariedade-ao-povo-libanes-por-explosao-em-beirute
Todas as informações contidas nesta página são de responsabilidade do seu criador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *