Sistema de inteligência contribui com agropecuária, diz especialista

O chefe da Embrapa Territorial, Evaristo Miranda, disse nesta terça-feira (17) em debate na Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) que, mesmo ocupando uma parcela relativamente pequena do território nacional, a agropecuária brasileira avançou graças ao desenvolvimento de um sistema de inteligência territorial que tem atraído atenção internacional e facilitado o investimento privado. Miranda foi convidado para falar sobre a macrologística da agropecuária brasileira.

— Isso é a agricultura real. Agricultura que está vinculada à tecnologia. E está tendo muito investimento privado agora em logística. Isso vai evoluir muito — afirmou.

Ferramenta desenvolvida pela Embrapa, o Sistema de Inteligência Territorial Estratégica da Macrologística Agropecuária integra diferentes bancos de dados com informações sobre áreas de produção, gargalos e oportunidades de investimentos em logística. O objetivo é identificar rotas e modais de transporte para escoar a produção do agronegócio.

A senadora Ana Amélia (PP-RS), que pediu a audiência pública, afirmou que há pouca informação confiável na questão do marco territorial e da ocupação dos espaços.

— Isso permite o uso indevido de um discurso ideológico que acaba por contaminar um debate que deveria ser feito com base na realidade e no bom senso — disse.

Ana Amélia também enfatizou o papel do agricultor no crescimento econômico. O agronegócio representou mais de 21% do PIB  brasileiro em 2017.

Com a Rádio Senado

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte: http://www12.senado.gov.br/noticias/noticias/materias/2018/04/17/sistema-de-inteligencia-contribui-com-agropecuaria-diz-especialista
Todas as informações contidas nesta página são de responsabilidade do seu criador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *