Somente uso da força não resolve problema da segurança, opina Hélio José

Querer controlar a situação da violência no país com o uso da força armada é um ledo engano, um remédio paliativo, já que a solução precisa vir de ações estruturantes que deem educação, promovam a inclusão social e garantam emprego e renda à população. Foi o que opinou o senador Hélio José (Pros-DF), ao fazer uma análise da intervenção federal no Rio de Janeiro, em discurso nesta quarta-feira (28).

— Uma população sem educação ou com educação insuficiente e sem emprego cria delinquentes e criminosos diariamente. Como é possível um jovem sem estudo, sem educação e depois sem emprego não ser cooptado pelo crime? A fome não espera e a desilusão com a vida também não — declarou.

Para o senador, a intervenção terá um resultado pífio, já que o interventor, General Braga Netto, vai enxugar gelo. Já existem exemplos, na opinião de Hélio José, de que apenas o emprego da força policial-militar não resolve o problema da segurança pública. Grandes chefes do tráfico de cocaína foram presos ou mortos nos últimos anos, e ainda assim a violência e o tráfico aumentaram, as facções criminosas passaram a usar armamentos mais sofisticados. Outros grandes chefes apareceram, tomaram o lugar dos antigos, presos ou mortos, e toda repressão até agora executada para conter o crime organizado não teve o efeito desejado, frisou.

Em sua opinião, não será com o emprego do Exército em cidades como o Rio de Janeiro — ou de outras, ainda mais violentas que o Rio — que se eliminarão facções criminosas ou minimizarão a violência urbana e o tráfico de drogas. A força militar diminuirá a ação do crime organizado por um período curto. O vírus da criminalidade continuará presente e logo reaparecerá com força, destacou. Para o senador,  políticas públicas contínuas, suprapartidárias, em longo prazo, mas com possibilidade de revisão, poderiam frutificar e mudar a situação.

O Parlamento precisa discutir a questão da segurança pública num cenário de uma política de Estado duradoura e eficaz, que incorpore soluções para eliminar as maiores carências da população brasileira no médio prazo — sugeriu.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte: http://www12.senado.gov.br/noticias/noticias/materias/2018/03/28/somente-uso-da-forca-nao-resolve-problema-da-seguranca-opina-helio-jose
Todas as informações contidas nesta página são de responsabilidade do seu criador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *