Vanessa pede instalação da CPI dos preços da Petrobras

O Senado precisa instalar a Comissão Parlamentar de Inquérito que vai investigar a política de formação de preços dos combustíveis praticada pela Petrobras. O apelo foi feito pela senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), em discurso nesta quinta-feira (14).

De acordo com Vanessa, o Senado não pode deixar de contribuir para a superação da crise provocada pela atual gestão da Petrobras, uma das responsáveis pelo caos vivido no país há algumas semanas, com a paralisação dos caminhoneiros. A parlamentar lembrou que o cerne da questão não está resolvido, já que os valores cobrados por diesel, gasolina e gás de cozinha continuam a flutuar com base nos preços internacionais. Somente o diesel obteve uma redução, por meio de cortes orçamentários que “sacrificarão a população brasileira” e afetarão os mais carentes, frisou.

A parlamentar fez um apelo aos senadores, independentemente de partido político, para que solicitem ao presidente da Casa, Eunício Oliveira, a instalação da comissão já na próxima semana. Ela reforçou que essa será uma CPI diferenciada, com pequena duração e foco sigiloso e restrito ao estudo dos dados referentes à política de preços e afirmou que o governo não precisa temer o avanço das investigações por outras áreas, pois não ocorrerá.

– Só há uma forma de abrir a caixa preta da Petrobras: através de uma Comissão Parlamentar de Inquérito. Nenhuma outra comissão, dispositivo regimental, requerimento, o que for, terá a possibilidade legal de acessar os reais dados da Petrobras e de quem mais seja necessário para que a gente possa estudar e mostrar à população o que os técnicos já dizem, que é um abuso essa política de preços – declarou.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte: http://www12.senado.gov.br/noticias/noticias/materias/2018/06/14/vanessa-pede-instalacao-da-cpi-dos-precos-da-petrobras
Todas as informações contidas nesta página são de responsabilidade do seu criador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *